EXPOITA

EXPOITA

Frigobom da Av, Ilhéus

Frigobom  da Av, Ilhéus

EXPOITA 2017

EXPOITA 2017

Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



Ilhéus- Prefeito articula plano emergencial de combate ao aedes aegypti



Desde o último domingo, 14, o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, tem coordenado um grupo de trabalho com o objetivo debater e executar plano emergencial de combate ao aedes aegypti - mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya, além de definir estratégias de atenção aos pacientes com suspeita de contaminação no município. 



Uma das medidas já definidas é a descentralização do Pronto Atendimento, atualmente instalado no bairro Cidade Nova, na região central da cidade. O prefeito já autorizou o funcionamento de outra unidade de atendimento, a princípio na zona sul, onde se concentra boa parte da população urbana.


De acordo com o prefeito, a “situação a que chegou os níveis de infestação do mosquito e os casos suspeitos de uma das três doenças por ele transmitidas exige do poder público uma estratégia diferente para enfrentar o problema, com o risco de vermos o quadro piorar, se não formos efetivos”. O esforço conta com a participação do corpo técnico da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), da Procuradoria Geral do Município (Proger), secretarias de Comunicação Social (Secom), Relações Institucionais (Serin), do vice-prefeito, Cacá, e colaboração dos médicos infectologistas Júlio Guzman, Gustavo Cunha e Edmundo Patury.

A descentralização do atendimento é defendida pelo prefeito Jabes Ribeiro como forma de desafogar o PA, que tem capacidade para atender até 200 pessoas diariamente. O médico Gustavo Cunha salientou que isso vai facilitar o acesso da população ao equipamento de saúde. “Estamos trabalhando com dois polos de atuação, primeiro na prevenção e segundo no tratamento daquelas pessoas que estão contaminadas. Com isso, pretendemos dar uma atenção completa a esse problema”, argumentou Ribeiro.

Por determinação do prefeito, para as próximas semanas, estão sendo preparados mutirões de limpeza, com o objetivo de eliminar possíveis focos do mosquito em áreas com altos índices de infestação, conforme dados do Serviço de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde. Essa ação será feita no âmbito da operação Ilhéus em Ação e deve envolver a iniciativa privada, igrejas, escolas, faculdades, clubes de serviços, entre outros.

Residências – Outra medida que será colocada em prática, nos próximos dias, diz respeito às vistorias de agentes de endemias em residências que estão fechadas, principalmente as casas de veraneio, que ficam fechadas durante boa parte do ano e podem conter focos. De acordo com a procuradora do município Silvana Lins, já foi solicitado alvará à Justiça que permita o trabalho de prevenção nesses imóveis.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito