EXPOITA

EXPOITA

Frigobom da Av, Ilhéus

Frigobom  da Av, Ilhéus

EXPOITA 2017

EXPOITA 2017

Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



Deputados lutam para evitar fechamento de mineradora em Itagibá


Dois deputados estaduais, dois parlamentares federais, quatro prefeitos e vereadores de municípios do Território de Identidade do Médio Rio de Contas participaram nesta segunda-feira (7), na Câmara de Vereadores de Ipiaú, da audiência pública realizada pela Comissão de Política Urbana e Rural, Indústria, Comércio e Meio Ambiente, presidida por Margarete do Abrigo e composta ainda pelos vereadores Orlando Santos, Milton Santa Cruz e Jô da ABB.

“Conversei com a vereadora Margarete e concluímos que precisávamos fazer urgente essa audiência pública. Ela solicitou na Comissão e contou com o apoio dos vereadores, além do Sindibase, Sintepave e CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas)”, explicou  um dos deputados estaduais presentes.

A intenção da audiência pública era elaborar propostas para evitar que a Mineradora Mirabela encerre suas atividades em Itagibá, deixando sem emprego 470 trabalhadores diretos e mais 500 indiretos. O aviso-prévio entregue aos profissionais expira dia 20.

O minério de maneira geral tem sofrido uma queda de preço em todo o mundo, em função principalmente do desaquecimento da economia chinesa. “O preço do níquel, que nos últimos anos era em torno de nove Dólares por libra-peso, caiu em 2016 a apenas 3,70, que é menor do que o custo de produção e torna a operação inviável”

Participaram da audiência, a deputada estadual Fabíola Mansur, Eduardo Sales e os deputados federal Davidson Magalhães e Bebeto Galvão.

Para não encerrar suas atividades, a Mirabela necessita reduzir seu custo de produção e reivindica ao governo estadual a liberação de créditos tributários e a inclusão da empresa no Desenvolve, que oferece redução tributária para alguns insumos. No caso da mineradora, a solicitação é a inclusão do combustível, eletricidade e explosivos.

O governo estadual reconhece que deve R$ 13 milhões em créditos tributáveis do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) à Mirabela e está já finalizando as definições de como efetivará a liberação desses créditos.

“Uma outra reivindicação da empresa é a continuidade de preços mais atraentes para embarcar seus produtos no Porto de Ilhéus. Já me reuni com o presidente da CODEBA (Companhia de Docas da Bahia), José Muniz Rebouças, e ele vai levar a proposta ao conselho”, informou o deputado.

Também o prefeito de Itagibá, Marcos Barreto, tem conversado com a CBPM (Companhia Baiana de Pesquisa Mineral) visando que o órgão estadual parcele as dívidas da Mirabela.

Segundo a diretoria da mineradora, são repassados anualmente cerca de R$ 38 milhões em impostos e 65% ficam em Itagibá, 23% são destinados aos cofres estaduais por meio do ICMS e 12% vão para o governo federal.

“Acho que neste momento todos nós, para evitarmos um mal maior, que é o fechamento da Mirabela e término das atividades, desempregando centenas de pais e mães de família, devemos fazer todo o esforço possível. Os governos federal, estadual e municipais, trabalhadores, através dos seus sindicatos, e a empresa têm que dar os anéis para não perderem os dedos. É preciso reduzir custos e acordar um pacto entre todos para os empregos sejam garantidos no mínimo por dois anos”, sugeriu os deputados.

A mesa de negociação segue aberta e o consenso entre os presentes foi que as garantias que devem ser oferecidas pelo governo estadual à empresa precisam ter como retorno a suspensão imediata de todas as demissões, a estabilidade dos postos de trabalho, a redução de custos por parte da empresa e um plano de recuperação financeira e ambiental da área degradada.

“O fechamento da Mirabela em Itagibá vai impactar em toda a região. Só em Ipiaú, conforme a CDL, deixará de circular no comércio cerca de R$ 1 milhão”, 
Mais uma proposta aprovada por todos foi a inclusão à mesa de negociação, entre governo e Mirabela, outros parlamentares votados na região, Ministério Público do Trabalho, prefeitos, vereadores, trabalhadores através dos seus sindicatos , entidades e representantes do Território do Médio Rio de Contas.

Os deputados ficaram de buscar essa reunião conjunta com o envolvimento de todos com o governo do estado.

Estavam presentes à audiência os prefeitos Marco Aurélio (Ibirataia), Deraldino (Ipiaú), Marquinhos (Itagibá) e Vera (Barra do Rocha), o presidente da Câmara de Ibirataia,Caio Pina,  vereadores de Itagibá, a pré-candidata à Prefeitura de Ipiaú, Ana Mendonça, e lideranças da região.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito