CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Governo articula políticas de fomento à cadeia produtiva do cacau


Neste sábado (26), véspera do domingo de Páscoa, é o Dia do Cacau, fruta importante especialmente para região sul da Bahia. A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) vem somando esforços para ampliar o cultivo de cacau e produção de chocolate no estado. Após mais de duas décadas de crise, provocada pela vassoura-de-bruxa, a lavoura cacaueira do sul da Bahia atravessa um período de recuperação, com aumento da safra e produção de amêndoas de qualidade. A safra 2014/2015 chegou a 220 mil toneladas no país.




De acordo com o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, a secretaria tem trabalhado para ajudar os produtores a superar a crise, investindo em toda a cadeia produtiva do cacau, incluindo a ampliação do polo chocolateiros. “O Governo da Bahia vem realizando ações na agricultura familiar, que atualmente responde por cerca de 70% da produção de cacau no sul do estado, através de programas de capacitação profissional, assistência técnica e financiamento de projetos agrícolas”.

A Bahia é o principal estado produtor de cacau do país, responsável por aproximadamente 64% da produção. No estado são mais de 40 mil produtores, destes a grande maioria é de agricultores familiares, assentados de reforma agrária e pequenos produtores, distribuídos em oito Territórios de Identidade. Para o secretário, a cultura do cacau é uma pauta de governo. “A Bahia tem que ter estratégias para enfrentar os desafios desse segmento. Temos que ter competitividade e fortalecer o mercado interno, estimulando o consumo de derivados do cacau (manteiga, liquor, pó, chocolate, entre outros)”.

Bahia Cacau

A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à SDR, foi a responsável pela inauguração da primeira fábrica de chocolate da agricultura familiar da Bahia, a Bahia Cacau. A unidade, localizada no município de Ibicaraí, opera em sistema cooperativado e agrega valor à produção da amêndoa de cacau, beneficiando mais de 300 famílias de produtores de cacau vinculados à agricultura familiar nos municípios de Ibicaraí, Coaraci, Buerarema, Itajuípe, Uruçuca e Floresta Azul.

Os chocolates especiais, apresentados nas versões de 70%, 56,6% e 46% de cacau, já participaram de grandes eventos nacionais e até internacionais, a exemplo do Festival de Chocolate de Ilhéus, do Festival do Chocolate e Cacau de Camacã, além do Salon du Chocolat, que acontece em Paris, na França, promovendo a cacauicultura e o chocolate de origem.

Ações

A SDR tem investido na implementação de políticas de desenvolvimento da atividade cacaueira na Bahia. Estão previstas ações como as do agrossistema do cabruca, que abrange o cacau e outras frutas típicas da região e beneficiamento, flores tropicais, além de envolver educação, produção, tecnologias sociais e o papel da mulher, jovem e idoso, no contexto territorial, entre outras temáticas. Além disso, está em discussão a recuperação do sistema agroflorestal cabruca, que permite a conservação ambiental, de solos, águas e da biodiversidade do bioma Mata Atlântica.

A SDR também articula com outros órgãos para promover a cadeia do cacau, a exemplo a do desenvolvimento de um plano de dinamização para a Biofábrica do Cacau, em Ilhéus, no sul da Bahia, em parceria com a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri). O foco é a ampliação da produção de mudas de mandioca e cacau, por conta do déficit dos últimos anos de seca.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito