Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



Dep. Augusto Castro pressiona o governo para o pagamento

aos prestadores de serviços terceirizadosA informação de que o Governo já tem efetuado cortes lineares aos terceirizados da Secretaria de Educação do Estado no município de Itabuna deixou o deputado estadual Augusto Castro (PSDB) estarrecido. Sem o menor comprometimento com a causa desses trabalhadores o Governo já tem emitido aos prestadores de serviço o aviso prévio, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp). O Sindicato informa ainda que existem em média 8.000 funcionários previstos para serem demitidos.

Desde 2015 os terceirizados se movimentam e paralisam suas atividades por conta de salários atrasados. Agora estão sem amparo para o sustento de suas famílias e ainda tem que receber a notícia de que podem ser demitidos. É uma falta de respeito o tratamento que o Estado tem dado a essa situação. Estamos falando de 8.000 famílias! Eles precisam de uma resposta do Governo quanto a sua situação”, contesta o parlamentar.

A medida faz parte do corte de gastos já anunciado pelo Governo da Bahia ao final de 2015. O decreto foi formalizado no Diário Oficial de fevereiro deste ano.
Essa atitude atropelada e sem cautela só comprova a má gestão desse governo. Mais uma vez a população é a maior prejudicada”, declarou Castro. “Nesse universo estão merendeiras, porteiros, seguranças, que são funcionários indispensáveis ao bom funcionamento de uma escola pública. O Governo precisa encontrar uma solução em favor do bom andamento de nossa Educação, que com essa administração já anda cambaleante”, lembrou o deputado.
Em Itabuna os funcionários já impedem as atividades do Núcleo Regional de Educação (NRE5) há 20 dias. Para amanhã, está programada uma mobilização na Secretaria de Educação localizada no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito