Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



Forró dos Comerciários nos 70 Anos do Sindicato


O Sindicato dos Comerciários de Itabuna completou 70 anos de fundação. Uma história marcada pela defesa dos direitos da categoria comerciária e da classe trabalhadora.
Para marcar a data o sindicato preparou uma vasta programação, dentre as quais, o tradicional Forró dos Comerciários, que teve início ás 13 horas, no Recanto dos Comerciários. 
VEJA OS VÍDEOS


A animação ficou por conta das bandas Forró Genuíno, Baianos.Com, Dani Matos & Minha banda e Forró Caxangá.
1º Vídeo



2º Vídeo



3º Vídeo






VEJA TODAS AS FOTOS 
































































História -


 Segundo o historiador Marcelo Lins, professor da Universidade Estadual de Santa Cruz, a organização dos “caixeiros”, como eram chamados os comerciários na década de 1930, é anterior à fundação oficial do sindicato, em 1946. “Alguns deles se organizavam na Sociedade Ponte Pio dos Artistas e do Sindicato de Ofícios Vários”, relata Lins. Na década de 1950 o sindicato liderou a campanha pela implantação da Semana Inglesa (jornada de trabalho de oito horas de segunda a sexta-feira e de quatro horas pela manhã do dia de sábado havendo, portanto, descanso no período do sábado à tarde e o dia de domingo, totalizando 44 horas semanais de trabalho), posto que na época a jornada era de 48 horas.
Com o Golpe Militar de 1964, tal qual a maioria das entidades sindicais no Brasil, o sindicato passa a ter uma atuação mais voltada para o lazer, o entretenimento e a formação. São deste período a criação do Colégio Comercial e do Torneio Caixeiral, por exemplo. “O sindicato oferecia serviços médicos clínicos, odontológicos e ginecológicos”, conta o professor.
Em 1994 a então Corrente Sindical Classista (hoje Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) vence as eleições do sindicato, que passa a ter uma atuação mais política. Nesse período o sindicato passa a garantir diversos direitos na Convenção Coletiva de Trabalho, como Quebra de Caixa e Triênio. O Sindicato também assume o protagonismo nas lutas políticas nacionais, estaduais e municipais. Denuncia o desemprego e arrocho salarial da era FHC. Luta contra a privatização do Baneb (Banco Estatal Baiano), da Coelba e da Telebahia. No âmbito municipal, vai às ruas contra privatização da Emasa (Empresa Municipal de Águas e Saneamento), e consegue eleger, em 2012, um vereador oriundo da categoria, Jairo Araújo, atual presidente da entidade.

Dentro da programação dos 70 anos do Sindicato, está previsto o lançamento de um livro, organizado pelos professores Marcelo Lins e Philipe Murilo, que contará com mais detalhes estas e outras lutas protagonizadas pelo Sindicato dos Comerciários de Itabuna.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito