CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Prefeitura de Itabuna acelera obras para reabertura do restaurante popular

  Agora privatizado


A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social está ultimando os preparativos, com a aceleração das obras de engenharia, visando a reabertura das unidades do Restaurante Popular prevista para junho. Nesta semana para acompanhar a construção de rampas para facilitar a acessibilidade de pessoas com deficiência 



às unidades do Fátima e do centro da cidade, o secretário Evandro Pereira Filho e representantes do Núcleo Cuidar, Associação Grapiúna do Paraplégico, Grupo Humanos, Fundação dos Deficientes do Sul da Bahia (FUNDESB) e Associação Sul Baiana dos Ostomizados acompanharam a visita e destacaram ser o convite como compromisso da administração do prefeito Claudevane Leite em facilitar o acesso das pessoas com deficiência aos restaurantes populares, 

que fornecem alimentação de qualidade a preços subsidiados, de segunda a sexta-feira, das 11 às 14 horas. A partir da reabertura o custo unitário será de R$ 3,00 e cada pessoa terá direito à refeição, suco de polpa de frutas e sobremesa.
             “Essa foi a primeira vez que um órgão público de Itabuna reúne entidades que atendem pessoas portadoras de deficiência para dialogar sobre as formas de acessibilidade, antes de o estabelecimento ser reaberto”, disse o dirigente de uma das instituições. Segundo o secretário Evandro Pereira Filho além das rampas, as unidades do restaurante popular terão sinalizações e piso especial. Tais questões foram debatidas pelo secretário com os representantes das instituições.

Com capacidade para oferecer até 1.600 refeições por dia para pessoas com deficiência, desempregados, trabalhadores, estudantes e aposentados, dentre outros usuários, os imóveis que abrigam os restaurantes estão sendo reformados pela empresa Pupo Restaurante e Cozinha Industrial, que venceu a licitação para gerenciar as duas unidades, fechadas em novembro do ano passado, após ataques de vândalos e para que fossem adequadas às exigências do Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde.


 Neste ano os serviços dos restaurantes foram terceirizados depois de um estudo apontar que o município poderá economizar mensalmente cerca de R$ 180 mil. As regras para aquisição das fichas pelos usuários continuarão as mesmas de antes da interrupção do atendimento ao público. Mas, de acordo com o contrato com a empresa, a Prefeitura continuará a fiscalizar e acompanhar de perto o funcionamento das duas unidades.
Com longa experiência no mercado de fornecimento de refeições coletivas, a Pupo Restaurante e Cozinha Industrial tem atuação em todo o País e na Bahia é atualmente responsável pela administração dos restaurantes da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia e Universidade Federal de Feira de Santana.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito