Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



Empresários acompanham as ações do Executivo para a regularização do abastecimento de água


Preocupados com a situação de emergência instalada no município de Itabuna diante da falta de água, empresários estiveram reunidos na Prefeitura Municipal, nesta quinta-feira, 2, com o prefeito Claudevane Leite, visando acompanhar as ações utilizadas pelo Poder Executivo para o encaminhamento do projeto de lei que cria a concessão da gestão da água e esgoto na cidade.



A reunião parte de uma mobilização da classe empresarial, que desde o início do período de estiagem no município, tem buscado junto ao Poder Público Municipal uma alternativa imediata para a solução do abastecimento de água e, uma medida a longo prazo, no sentido de promover investimentos estruturantes no saneamento básico.


A proposta foi amplamente debatida ao longo do processo de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), lançado pelo Executivo, com o objetivo de encontrar a alternativa mais viável para resolver, em definitivo, o déficit na captação, tratamento e distribuição de água, além de sanear a Emasa e ampliar o número de bairros atendidos.
O resultado desse procedimento será publicado na próxima segunda- feira, 6, com a escolha da empresa para a concessão do serviço. Aliado a isso, o gestor deixou claro que não haverá aumento na tarifa de água, “nós vamos conseguir os R$ 500 milhões para fazer o saneamento e resolver a questão da água e, vamos dá uma solução para os servidores, para que eles não percam seus empregos”.
Ao ser publicado o edital, o documento segue para a Câmara de Vereadores, onde será avaliado e encaminhado para votação. A ideia, de acordo com o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Ronaldo Abude, é que toda a classe empresarial e a sociedade civil possam participar dessa decisão importante. “Temos que unir forças e nós mobilizarmos em busca de uma solução para o problema da água”, finalizou Abude.
Decreto
Para os próximos dias, o prefeito revelou que o município estará emitindo Decreto de Seca, tendo em vista que dos 100 % de captação, são feitos apenas 3 %. “Então, é uma situação muito grave, e, o que está amenizando esse sofrimento é o esforço muito grande da Emasa, do Governo do Estado, com os carros pipas e os tanques”.
A captação de água potável está sendo feita todos no município de Ubaitaba, para abastecer hospitais, postos de saúde, escolas e os tanques comunitários, que nesse momento somam 140 unidades, espalhados na cidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito