CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Itabuna projeto “Raízes e Antenas” para alunos de escolas rurais

           

 A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal de Educação deu início hoje ao arrojado programa de interação social de alunos e professores das escolas de campo a partir da utilização consciente de celulares, computadores e a Internet. O projeto denominado “Raízes e Antenas” 

foi lançado nesta manhã no campus virtual da Universidade do Norte do Paraná (Unopar) pelo coordenado pedagógico da Educação do Campo da Secretaria Municipal de Educação (SEC), Noel Costa dos Santos, e a técnica pedagógica Mônica Souza Midlej.

            Com o projeto a SEC espera contribuir para potencializar as relações sociais dos alunos da rede rural de ensino, inclusive melhorando suas capacidades cognitivas e de aprendizagem. “Desejamos a humanização dos alunos e professores, através da sociabilidade com o uso de mecanismo de massa, como celulares, computadores e internet que devem ser utilizados de forma consciente”, diz Noel.
Segundo o coordenador, aproximadamente 50 professores particip- aram do primeiro encontro do projeto que tem como tema “A influencia da comunicação de massa, do mundo digital e da cibercultura na formação da identidade do educando”. Na sede da Unopar foi ministrado curso e oficinas para instruir e aperfeiçoar o uso da tecnologia, ampliando a metodologia da educação no campo, garantindo a melhoria do aprendizado de cerca 400 alunos que integram a rede rural de ensino de Itabuna.
            Para o coordenado pedagógico da Educação do Campo, Noel Costa dos Santos, o projeto “Raízes e Antenas” visa deixar de lado o uso limitado do livro e utilizar outros mecanismos para aprimorar os exercícios diários de aprendizagem dos alunos. “Compreender a comunicação de massa, o mundo digital, o mundo da cibercultura e perceber como esses elementos influenciam nossos alunos é a intenção com esse projeto. Atualmente nossos alunos interagem diariamente coma a internet, seja por meio de celulares ou por computadores. Então como educadores podemos utilizar esses mecanismos”, afirma.
            Noel acrescenta que também vai se discutir com os educandos o uso criativo, construtivo e responsável dos dispositivos móveis de comunicação, dialogar com a família a importância e os riscos do mundo digital e desenvolver o domínio dos alunos e professores com o uso desses mecanismos de comunicação de massa. Dentre as atividades estão os cursos teóricos e práticos sobre comunicação, oficinas, roda de discussões e a prática juntamente com os alunos em sala de aula.
A técnica pedagógica da Educação do Campo, Mônica Souza Midlej, destaca que o projeto tem ações contínuas. “Hoje temos o momento inicial om a parte teórica, mas as atividades prosseguem até o final do ano letivo. Hoje desenvolvemos oficina de vídeos, onde os professores estão aprendendo a concretizar uma filmagem completa e edição usando celulares. Tudo que será utilizado e ensinado aos professores serão repassados aos nossos alunos de escolas rurais”, disse Mônica Souza Midlej.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito