CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Seletiva dos Jogos da Juventude mostra talento estudantil para esportes



Quinhentos e cinquenta jovens, estudantes das redes pública e particular de ensino, fizeram bonito neste sábado (23), na etapa estadual dos Jogos Escolares da Juventude, realizada simultaneamente no Sesi de Simões Filho, na Piscina Olímpica da Bahia (na Bonocô) e no Colégio Salesiano Dom Bosco (Paralela). No Sesi, parceiro da Superintendência dos Desportos do Estado (Sudesb) na realização do evento, 
ocorreram as disputas de atletismo, judô, xadrez, tênis de mesa, vôlei de praia e luta olímpica. A Piscina Olímpica foi o palco das competições de natação, enquanto no Salesiano houve as apresentações de ginástica rítmica.

O objetivo da etapa baiana é selecionar atletas das redes de ensino público e privado, com faixa etária de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos, para representar a Bahia na maior competição de esporte estudantil do Brasil, que são as etapas nacionais dos Jogos Escolares da Juventude que acontecerão em João Pessoa/Paraíba, em setembro (12 a 14 anos) e novembro (15 a 17 anos). A competição nacional é organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

As seletivas são organizadas pelo Governo do Estado, por meio da Sudesb, autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Segundo o titular da Setre, o Álvaro Gomes, o esporte associado à educação [possibilita] transformação social. “O esporte é importante para a inclusão e o desenvolvimento humano. Através dele incentivamos o protagonismo juvenil e a disciplina necessária para a formação do caráter da [pessoa]”. 



Maiores delegações

Com 210 e 132 atletas inscritos, a maioria do interior do estado, as modalidades de judô e atletismo foram, respectivamente, as maiores delegações desta seletiva estadual. Natação foi o terceiro maior grupo, com 59 inscritos, seguida de luta olímpica, com 45, tênis de mesa, com 36 atletas, e xadrez com 31 atletas. Aos 15 anos, João Vitor Oliveira ressaltou a felicidade pela chance de participar da competição. “Fazia judô, mas hoje treino luta olímpica. Participar desse evento é a realização de um sonho. Fico contente pela oportunidade”, afirma o garoto.

As arquibancadas ficaram cheias de torcedores especiais. Os pais reconhecem o valor da integração esporte-educação. “O esporte educa e disso não tenho dúvida. Hoje, por exemplo, ele ensinou a João Vitor que ele pode superar todos os desafios da vida. Além disso, a disciplina, a concentração e o respeito às pessoas são de fundamental importância para o desenvolvimento moral e intelectual do meu filho”, destaca o administrador de empresas Daniel Pontes, pai do adolescente. 

Embaixadores 

Dois grandes nomes para o esporte baiano estiveram nas competições para incentivar aos participantes. Verônica Almeida, medalha de bronze nas paralimpíadas de Pequim, em 2008, e já confirmada oficialmente para os Jogos Paralímpicos Rio 2016, e o atleta Cauã Vinícius, medalha de ouro nos 50m livre na natação nos Jogos Escolares da Juventude 2015.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito