CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




TODAS AS HOMENAGENS AO CYRO DE MATTOS

Escritor será homenageado na próxima sexta-feira (21), em Itabuna, numa sessão solene assinada pela Academia de Letras de Itabuna (ALITA) e pela Academia de Letras de Ilhéus (ALI). 
Ex-presidente da FICC é, atualmente, um dos escritores brasileiros mais consagrados. 
Cyro Pereira de Mattos. Itabunense. Contista, poeta, cronista, ensaísta e autor de livros infantis. Já publicou 38 livros, possui 50 prêmios literários. Pelos números e pela história, constata-se a grandiosidade dessa que é uma das maiores expressões da Cultura Grapiúna. 

Neste ano de 2016, Cyro de Mattos, como é mais conhecido, vem recebendo inúmeras homenagens e vem se consagrando ainda mais como literato e como personalidade histórica da região e do estado da Bahia.
Quando foi presidente da FICC, entre 2009 e 2011, Cyro de Mattos marcou sua gestão, entre outras realizações, com a restauração do painel artístico de Genaro de Carvalho, existente na Praça Adami. 
No mês de agosto, o escritor foi eleito na Academia de Letras da Bahia (ALB) para ocupar a cadeira de nº 22 daquela casa, a mesma que foi ocupada por Ruy Barbosa. Antes disso, ele já presidira a Academia de Letras de Itabuna (ALITA) e a Academia de Letras de Ilhéus (ALI). Também já foi presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) entre 2009 e 2011. Neste período, segundo aponta a professora Genny Xavier, coordenadora do projeto “Letras Que Voam”, mantido pela fundação, “a passagem de Cyro de Mattos foi muito importante porque, como um conhecedor do universo literário de nossa cidade, ele trouxe muitos desses expoentes para um plano de políticas públicas que até então ainda não existiam. Foi a partir de Cyro de Mattos que a FICC passou a concretizar lançamentos de livros diversos, alguns dos quais, desde a revisão literária até a publicação propriamente dita, foram patrocinadas pela fundação. Também na gestão dele, alguns projetos importantes para a nossa cidade tiveram continuidade e cresceram até, como a Paixão de Cristo e o Festival Multiarte”, aponta a coordenadora.
A reitora da UESC, professora Adélia Pinheiro, outorga ao escritor Cyro de Mattos o título de Doutor Honoris Causa, em setembro de 2016, título inédito na história da universidade. 
A professora Denize Tavares, atual coordenadora do Programa de Arte e Cultura em Áreas de Interesse Social (PACAIS) da FICC também aponta que “Cyro de Mattos teve um olhar bastante sensível para com o painel artístico de Genaro de Carvalho, que existe na Praça Adami, em Itabuna, e efetivou a sua restauração, bem como criou novos monumentos, como “A Saga do Cacau”, que foi construído na Avenida Aziz Maron. Cyro também reintroduziu em nossa cidade as discussões sobre a organização, na esfera política, de tudo o que se relacionaria com desenvolvimento cultural. A própria luta sobre a retomada do espaço anexo da FICC [o que foi ocupado até 2015 irregularmente] foi iniciada na gestão de Cyro”, relembrou.
Com todos os requintes e refinamentos que cabem à sua história, a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) conceceu-lhe, no dia 15 de setembro o inédito título de Doutor Honoris Causa. Trata-se da maior e mais especial titulação que uma instituição pode conceder à alguém. Na cerimônia, a reitora da UESC, Adélia Carvalho, ratificou a solicitação feita pela professora Reheniglei Rehen, do Departamento de Letras e Artes (DLA), de quem partiu a iniciativa.
A professora Nilmecy Gonçalves, atual presidente da FICC, remonta um episódio recente sobre Cyro. “Logo quando eu terminei de organizar algumas coisas na FICC, depois de duas ou três semanas de trabalho, eu já havia planejado algumas realizações importantes e uma delas estava a comemoração dos 15 anos da FICC. E telefonei para o Cyro de Mattos para convidá-lo a vir participar da FELITA (Festa Literária de Itabuna) porque iríamos fazer ali, e fizemos, uma homenagem aos ex-presidentes. Ele ficou muito feliz com o convite e foi dele que surgiu a ideia de reforçarmos essa homenagem com a inauguração de uma Galeria dos Presidentes. Nos movimentamos e, dali a um tempo, estaria pronta a galeria que fora sugerida por ele”, pontou a presidente, indicando a exposição permanente hoje existente na FICC, com quadros pintados a mão inpirados nas fotos de todos os gestores que já passaram por ali.
Uma próxima homenagem está sendo preparada, agora, justamente pelas duas principais academias literárias da região Sul da Bahia: a ALITA e a ALI, que realizarão, juntas, uma sessão solene destinada a festejar o ingresso de Cyro de Mattos  na Academia de Letras da Bahia.  A sessão acontecerá no próximo dia 21 de outubro de 2016 (sexta-feira), às 19h30min, no Auditório do Hospital de Olhos Beira Rio.
Para Sônia Maron, atual presidente da ALITA, “a homenagem prestada ao Cyro de Mattos pela ALITA, academia da qual ele foi o fundador, e pela Academia de Letras de Ilhéus, como um de seus membros é o mais justo e merecido reconhecimento do mundo intelectual da região ao escritor, poeta, contista, ensaísta, enfim, o literato no mais amplo sentido, que projetou o nome de sua cidade além fronteiras, representando uma geração”

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito