CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Hospital de Base de Itabuna falta medicação mas secretário diz que tá sobrando dinheiro??


O gestor que assumir os destinos da saúde em Itabuna, a partir de janeiro de 2017, encontrará uma boa surpresa para iniciar o ano. A atual gestão da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deixará um saldo de R$ 900 mil em caixa, que deverá ser destinado à aquisição de equipamentos e mobiliários para os centros de referência em saúde e o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães.
 
“O dinheiro já está na conta da Saúde de Itabuna”, assegura o atual secretário Paulo Bicalho, ao explicar que uma parte dos recursos – R$150 mil – são resultantes de emenda constitucional ao Orçamento Geral da União apresentada pelo parlamentar Elmar Nascimento (DEM-BA), que deverá ser destinada à compra de mobiliários e equipamentos, a exemplo de aparelhos de TVs, computadores, etc. para os três centros de atenção psicossocial (CAPS Infantil, CAPS AD e o CAPS III).
Outra parte dos recursos num total de R$250 mil foi uma indicação do deputado federal Davidson Magalhães (PC do B-BA) e deverá ser investida na aquisição de modernos equipamentos para o Hospital de Base. Entre eles estão nove monitores multiparamétricos; nove aspiradores de secreção; nove camas hospitalares elétricas, três bombas de infusão e um carro de emergência.  
Outra parcela de recursos, no valor de R$500 mil, também para o Hospital de Base, foi de emenda do parlamentar federal Antônio Imbassahy (PSDB-BA). Segundo Paulo Bicalho, os recursos servirão para adquirir equipamentos tais como autoclaves hospitalares, seladoras, oxímetros de pulso, eletrocardiógrafos, ultrassom cardiográfico, aparelho de endoscopia, desfibrilador dentre outros.
O secretário de Saúde de Itabuna informou ainda que a indicação para a aquisição dos aparelhos resultou de projetos encaminhados pelo município e de emendas parlamentares aprovados pelo Ministério da Saúde. Segundo ele, esses equipamentos são indispensáveis ao bom funcionamento de uma unidade hospitalar do porte do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães. “São equipamentos de suporte essencial à vida dos pacientes, garantindo o máximo de bem-estar e também proporcionando maior segurança à equipe médica”, sublinhou.
Paulo Bicalho lembra que o Hospital de Base de Itabuna atende pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) na urgência e emergência, pactuados com mais de 130 municípios da Região Cacaueira baiana e que por isso mesmo deve dispor de aparelhos e equipamentos tecnológicos avançados, suficientes para atender a grande demanda.
obs:
A GRANDE TRISTEZA, é que a mais de uma semana que o hospital não atende no pronto socorro por falta de medicamentos e insumos, nem uma injeção pra dor tem no hospital.
As pessoas chegam e voltam pra casa sem ser medicado e tudo isso porque não tem nada.
Aí eu pergunto, pra que tanto dinheiro sobrando e falta o básico pra atender o povo?
Com a palavra o secretário!

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito