i

i

Top Park

CV

CV

cm

cm

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Caso Iran Cigano - Juiz ouve principais suspeitos pelo crime

Um dos crimes mais misteriosos, e talvez cruéis, de que se tem notícia na
história recente do sul da Bahia entra em nova fase de investigação nesta
terça-feira (6) com o primeiro depoimento, na Justiça, dos principais
personagens vivos do nebuloso caso ¬ os irmãos Pascoal e Luciano Ribeiro
Dantas. Eles são acusados de planejar o sequestro, seguido de morte, do cigano
Iranildo  Queiróz, também conhecido como  Iran. 



Os irmãos estão presos em Ilhéus e serão ouvidos pelo juiz Guilherme Vieeto.
Apesar das fortes evidências, confirmadas por testemunhas e por, pelo
menos, um dos sequestradores, de nome Anderson dos Santos Weber
(Léo), os irmãos insistem em dizer que não tiveram qualquer participação
no crime. Mas a família e amigos da vítima não têm dúvida de que os dois
têm tudo a ver com a morte do cigano.
Ira, ou Iran, como queiram, foi sequestrado no bairro São Domingos, em
Ilhéus, no dia 8 de setembro de 2017 por homens armados e disfarçados
de policiais civis. Depois disso, nunca mais foi visto. Sequer teve o corpo
encontrado até hoje. O crime em muito se assemelha ao famoso caso Elisa
Samudio, igualmente sequestrada, morta e que nunca teve o corpo
localizado.
A única diferença entre os dois crimes é que, no caso de Elisa, alguns
acusados foram presos e condenados, entre eles, o ex-namorado dela,
Bruno, à época goleiro do Flamengo.
Texto do Radialista e jornalista joelfilho5@gmail.com

5 comentários:

Anônimo disse...

eles são bandindos perigosos eles têm que pegar prisão perpétua esses malditos pegaram o corpo até hoje não foi encontrado a família quer justiça

Anônimo disse...

Que seja feito a justiça pós eles são mesmo os culpado . pegando a vitima em sua própria casa e levando pra uma enrascada .pra que prova melhor que essa

Anônimo disse...

Não só eses acusados.como sue irmão Nestor Dantas também foragido da policia aacusado de mamatar a ex namorada que era uma professora

Anônimo disse...

A justiça tem que cobrar desses criminosos. O mesmo caso de Elisa Samudio. Justiça seja feita!

Anônimo disse...

Isso foi um absurdo,quadrilha organizada n deorganizada.a faminha da vitima n teve direito nem o corpo do rapaz pra enterrar, onde e que tá a justiça nessa hora

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito