i

i

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Caravana Respeita as Mina - Litoral Sul visita dez municípios


O projeto Respeita as Mina – Litoral Sul, de enfrentamento à violência contra as mulheres, iniciou em outubro de 2017 passando por dez cidades baianas. O programa é fruto da Emenda Parlamentar nº 837306/2016, no valor de R$ 500 mil, do deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB). Até março deste ano, a caravana esteve em Ubaitaba, Aurelino Leal, Ibicuí, Pau Brasil, Itabuna, Ipiaú, Barro Preto, Jussari, Santa Cruz Cabrália e Arataca.


Além das visitas aos municípios, a equipe do projeto participou de eventos ligados à mulher e ao combate à violência, onde ministrou oficinas para a sociedade civil, a exemplo da Reunião do CRAS/SUL em Ilhéus - das comemorações do Dia Internacional da Mulher-, em Itabuna promovido pela gestão municipal, entre outros.
Desenvolvido por meio de caravanas e seminários, o Respeita As Mina – Litoral Sul tem o objetivo de ampliar ações da rede de atendimento às mulheres em situação de violência nos municípios do litoral sul da Bahia. Presta capacitação técnica aos profissionais, de atendimento e enfrentamento, para melhorar a abordagem e o acompanhamento em situação de violência - através de ações socioeducativas e responsabilizando os agressores. Também orienta e sensibiliza a juventude na busca pela igualdade de gênero e respeito mútuo.
Sob coordenação da psicopedagoga Kaliana Fontes, o programa conta com uma equipe multidisciplinar e alcança índices positivos. “Apesar de ainda termos poucos registros de dados de violência contra a mulher, temos a certeza de que, as quase três mil pessoas que já passaram pelas oficinas, saem com uma visão diferenciada e entendo ainda mais, a importância do Combate à Violência Contra a Mulher e a busca pela sua autonomia e empoderamento. Esperamos ainda, celebrar o fim de toda e qualquer violência”, avalia Kaliana.


Para Davidson Magalhães, o enfrentamento à violência contra a mulher é uma questão fundamental para a melhoria de toda a sociedade. “A violência contra a mulher é silenciosa, mas marca profundamente. O pior é que 70% dos casos ocorre dentro de casa, através da violência doméstica. Isso traz graves consequências para a pessoa agredida, temos de combater isso com veemência. Uma das formas de enfrentar esse problema é sensibilizando e conscientizando, com projetos como o Respeita as Mina – Litoral Sul”, enfatizou.

Quadro de violência no Litoral Sul - Seis municípios estão entre os 100 com maiores índices de homicídios de mulheres no Brasil (Ubaitaba, Itacaré, Ibirapitanga, Eunápolis, Cabrália e Porto Seguro). Alguns apresentam taxas até quatro vezes maiores que a taxa média nacional de 4,8% por 100 mil habitantes. O que atesta a necessidade da realização das ações de conscientização, a fim de reduzir estes dados.

O Respeita as Mina engaja e sensibiliza a sociedade civil para a importância do combate à violência contra as mulheres, com o fortalecimento da rede de atenção. Ainda conscientiza e alerta para as graves consequências do machismo. As oficinas são recorte de gênero e são semelhantes as Caravanas realizadas pela Secretaria de Política para as Mulheres (SPM), da titular Julieta Palmeira, e estimuladas pelo governador Rui Costa, um dos poucos gestores estaduais, no país, que mantém uma SPM atuante.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito