i

i

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Ilhéus- Comissão de Acompanhamento da Ponte faz uma nova avaliação do ritmo da obra

As obras de construção da nova ponte Ilhéus-Pontal estão com 43 por cento da estrutura de concreto e 33,55 por cento da estrutura de aço já executadas. A informação foi prestada ontem (10) a tarde ao vice-prefeito e secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal, durante a 4ª. Reunião da Comissão de Acompanhamento da Obra (CAO). 


O grupo é formado pela Prefeitura, Associação Comercial de Ilhéus (ACI), Associação de Turismo de Ilhéus (ATIL), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Faculdade de Ilhéus, Associação de Moradores do São Miguel, Colônias de Pescadores, além das empresas executoras da obra e do Governo da Bahia.

Engenheiros explicaram que apesar da sensação expressa por alguns setores da sociedade de que a construção não segue em ritmo de normalidade, as etapas até aqui executadas demandavam mais tempo de engenharia. Foram etapas que precisavam ser concluídas para o projeto avançar no seu cronograma, de acordo com a explicação.
Complexidade - Um dos exemplos dados pelos técnicos é a construção da base central da ponte. Da base, ela terá 95 metros de altura. Mas a construção civil atinge uma profundidade de 44 metros, sendo 10, com atividades de perfuração de rochas marinhas.
A obra só perdeu ritmo nos últimos dias, uma greve inesperada dos trabalhadores da construção pesada. O Sintepav, sindicato que representa a categoria, decidiu pela paralisação em todo o estado para debater os rumos da Campanha Salarial 2018. Amanhã (12), uma nova assembleia da categoria, em Salvador, decide os rumos do movimento.
Além da ponte, o projeto do Governo da Bahia ainda contempla a construção de dois quilômetros de acessos, que vão requalificar e valorizar ainda mais a orla de Ilhéus. A obra permite uma ligação suspensa por cabos de sustentação que partem diretamente de um mastro até o tabuleiro da ponte. É considerado pela engenharia como modelo economicamente viável e a melhor opção para ligações maiores que 150 metros. A ponte vai requalificar, não só a cidade de Ilhéus, mas toda a região. É uma ponte semi-estaiada e através dela, vai ser mudado todo o padrão de mobilidade urbana de Ilhéus, garantindo mais acessibilidade e o fortalecimento do turismo na região.

A nova ponte facilitará a locomoção das pessoas entre as praias do Sul (Morro de Pernambuco) e as do Norte (praia do Cristo), atraindo investimentos na área do turismo e da indústria, e o fortalecimento da economia local. São 533 metros de comprimento e largura de 25,3 metros, com quatro faixas de rolamento, uma ciclovia e uma faixa exclusiva para pedestres. Também faz parte do conjunto da obra um sistema viário de acesso ao Porto de Malhado, distrito industrial do município e o futuro Porto Sul. O pavimento abrirá quatro vias do outro lado da orla, próximo à cabeceira do aeroporto. Novas áreas de estacionamento serão criados na avenida Soares Lopes, no sentido de facilitar o trânsito da cidade.

Debate no Condema - Na última sessão ordinária do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Condema) a grande preocupação demonstrada foi a necessidade de um acompanhamento para a verificação do cumprimento das condicionantes anotadas na Licença Ambiental. A Licença tem um prazo de validade até junho deste ano e já foi requerida tempestivamente a sua renovação por parte da Superintendência de Infraestrutura e Transporte (SIT), órgão ligado à Secretaria Estadual de Infraestrutura da Bahia. De acordo com José Nazal, o Condema, após o retorno dos trabalhadores às suas atividades regulares, irá realizar uma visita à obra para acompanhar o seu andamento.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito