CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Itabuna- Reabilitação de crianças com microcefalia é tema de encontro da SAS


Orientar e oferecer assistência social qualificada às famílias com crianças diagnosticadas com casos de microcefalia foram os principais temas de um encontro que reuniu hoje cerca de 90 assistentes sociais da Rede Proteção Social dos municípios de Itabuna, Ilhéus e Camacan na FTC, em Itabuna. A capacitação integra o Programa de Educação Previdenciária (PEP), promovido pela agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e contou com apoio da Prefeitura de Itabuna.



No encontro, os participantes receberam esclarecimentos da coordenadora do Centro de Reabilitação e Desenvolvimento Humano (CREADH), a psicóloga Maria Auxiliadora Costa da Silva. A unidade da Secretaria Municipal de Saúde já está preparada para atender novos casos de microcefalia em bebês e atende pacientes adultos e infantis, sendo que três deles nasceram com a doença após as mães terem sido vítimas do zika vírus, transmitido provavelmente pelo mosquito Aedes aegypti.
Além disso, os assistentes sociais da agência local do INSS Juliana Costa Cavalcante e Charles Travezani de Jesus, responsável técnico da assistência social da unidade, explicaram aos participantes o passo a passo que garante às famílias de baixa renda o auxílio assistencial de até um salário mínimo. “O dinheiro destinado às pessoas com a deficiência está previsto no Benefício de Prestação Continuada (BPC). Os pais ou responsáveis devem comprovar a malformação da criança, com laudo médico, para que receba uma renda mensal de um salário mínimo”.
Para receber o beneficio os assistentes sociais orientam os responsáveis pela criança que agendem o atendimento em uma agência do INSS mais próxima de casa ou pelo telefone 135, com ligação gratuita. “Depois do agendamento presencial ou por telefone deve ser preenchido um requerimento. A criança com deficiência passará então por uma avaliação médica e social para comprovar a sua condição. Se, aprovado, passa a receber o benefício de até um salário mínimo mensalmente”, explicou Juliana Cavalcante.
Para o secretário municipal da Assistência Social, Evandro Pereira dos Santos Filho, após reunião a rede de proteção passará a oferecer melhor serviço às famílias. “Com profissionais bem orientados e sabendo transmitir corretamente as informações às famílias em que foi diagnosticado caso de microcefalia, certamente vai diminuir o tempo de encaminhamento da criança para a reabilitação”, comenta. Também vai ser ainda melhor o atendimento das famílias nos programas assistenciais do Governo Federal.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito