CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Vane recebe homenagem da CDL e do Grupo de Ação Comunitária de Itabuna


O prefeito Claudevane Moreira Leite recebeu homenagens pelos resultados positivos de sua gestão à frente da Prefeitura de Itabuna, iniciada em janeiro de 2013 e que se encerra neste sábado, dia 31. Vane participou de almoço no Itabuna Pálace Hotel promovido pelo Grupo de Ação Comunitária (GAC), 


tendo recebido Placa de Reconhecimento que lhe foi oferecida pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna (CDLI) pelos serviços prestados ao comércio varejista e atacadista, através das campanhas promocionais. Esta foi a primeira vez em 31 anos que o GAC recebe um prefeito ao final do mandato.


Além de apresentar um balanço sobre ações e projetos executados pelas secretarias municipais de Educação, Saúde, Desenvolvimento Urbano, Transporte e Trânsito, Esportes e Recreação, Indústria, Comércio e Turismo e Administração, o prefeito Vane abordou os projetos sociais e de inclusão de crianças e adolescentes patrocinados por sua administração, a exemplo do Viv-A-rte, Casa das Artes e PACAIS da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) que atenderam mais de 10 mil pessoas. O prefeito de Itabuna também destacou a recuperação econômico-financeira da Emasa e o soerguimento do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, agora com centro cirúrgico dotado de tecnologia de ponta.
Segundo Vane não fosse os princípios de economicidade, respeito ao erário e austeridade imprimidos no início de sua gestão, ainda em janeiro de 2013, não teria sido possível suportar as consequências da crise econômica do país, agravada com a crise política que parece interminável aos municípios brasileiros. “Fiz cortes essenciais, diminui percentuais da folha de pagamentos que encontrei acima de 82% que, acrescidos dos seis por cento do duodécimo do Poder Legislativo, deixavam à Prefeitura apenas 11% para suportar despesas de custeio da máquina pública e encargos”, afirmou.
“A isto”, acrescentou, “temos que levar em conta a dívida de mais de R$ 500 milhões da Prefeitura, Emasa e Hospital de Base. Para se ter ideia do que enfrentei, tive no primeiro mês de cortar 50% do salário do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais e dirigentes de fundações e da Emasa caso contrário a situação teria sido bem pior”. O prefeito assinala que a redução de gastos públicos também se fez em relação à contratação da empresa de coleta domiciliar de lixo, combustíveis e aquisição de materiais e serviços.
“Vou entregar ao sucessor uma Prefeitura saneada e melhor do que recebi. No cadastro do Governo federal, o CAUC, por exemplo, Itabuna tinha 17 pendências com prestação de contas e inadimplência com encargos sociais e conseguimos negociar. Atualmente somente temos problemas com o FGTS, que não tivemos condições de fazer boa negociação”, explicou Vane. Mais adiante, depois de listar ganhos salariais dos servidores públicos e professores, o prefeito disse que o servidor efetivo que ganha até R$ 1.500,00 tem direito a ticket refeição no valor de R$ 120,00 mensais. “Isto, apesar das dificuldades”, sublinhou.
LIXÃO
Após a exposição sobre sua gestão em meio à crise, o prefeito Claudevane Leite assinou Ordem de Serviço outorgando à empresa Balga Soluções Ambientais Ltda., vencedora de processo licitatório, o direito de prestação de serviços de disposição de resíduos sólidos domiciliares, com armazenamento ambientalmente correto, incluindo recebimento e tratamento, e usina com triagem para produção de biodigestor orgânico, carvão, biogás e energia elétrica, que deverá ser adquirida pela Coelba. A operação será feita em usina que a empresa vai construir no prazo de 18 meses na rodovia BR-101 norte, em investimento próprio de R$ 45 milhões, com prazo de amortização em 10 anos, sem custos à Prefeitura.
O projeto e o procedimento licitatório foi encaminhado eletronicamente ao Ministério Público estadual (MP-BA) pela Secretaria Municipal de Planejamento e Tecnologia (Seplanctec). O secretário Marcelo Andrade explicou que, diariamente, Itabuna gera 150 toneladas de resíduos sólidos domiciliares, mas a empresa pretende ampliar a captação em até 100 quilômetros de sua usina para atender outros municípios regionais. “Há o compromisso da empresa de que as pessoas que catam materiais recicláveis no atual lixão sejam aproveitadas em projetos de reciclagem e fiquem com 100 por cento do que comercializam. À empresa somente interessa a venda de energia elétrica, adubo, diesel e outros produtos gerados na transformação do lixo em biogás”, completou.

1 comentários:

juliofontana10 disse...

O ineditismo da reunião é que o GAC nunca recebeu um prefeito que está terminando o mandato para ouvir sua prestação de contas e dizer como deixará a Prefeitura para o seu sucessor. Foi uma decisão unânime da coordenação do GAC. O mesmo deverá ocorrer no final do mandato de Fernando Gomes.
Ramiro Aquino

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito