CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Itabuna- Um Crime! Casa do Educador Grapiúna em total situação de abandono


Vistoriando nesta segunda-feira (9) às instalações da Casa do Educador Grapiúna, a secretária da Educação, Anorina Smith Lima lamentou a situação de total abandono em que foi deixado um dos mais importantes espaços voltados para capacitação da Rede Pública Municipal de Ensino de Itabuna. Localizada na Avenida Inácio Tosta Filho, área central da cidade, a Casa foi criada há quase 15 anos com o objetivo de ser centro de referência em formação continuada para professores, técnicos e servidores da Educação.


         “É triste ver a Casa do Educador totalmente destruída. Aqui era um local funcional que tinha auditório e várias salas úteis à realização de cursos, formação dos professore, reuniões de gestores e diversas outras atividades de interesse da Rede Pública Municipal de Ensino. Era um espaço muito bonito”, argumentou Anorina. 

Segundo apurou a secretária, no governo do ex-prefeito José Nilton Azevedo, por meio de uma empresa que ganhou a licitação, foi iniciada uma reforma.
Com o final do governo Azevedo e o início da administração do ex-prefeito Claudevane Leite a empresa foi cobrar uma parcela da reforma e o chefe do executivo alegou que só pagaria mediante a conclusão da reforma. “Houve este desentendimento e a empresa entrou na Justiça, contra a prefeitura, e o prefeito ficou aguardando a Justiça determinar o que fazer”.

“Neste tempo, a casa foi destruída. Não se colocou guarda municipal, nem vigilância para tomar conta do espaço e hoje está essa destruição, causando prejuízo ao município. Isso é uma falta de gestão e responsabilidade com a coisa pública”, afirmou a secretária da Educação. 

Quanto aos livros didáticos encontrados no local, Anorina disse que será feito um levantamento para saber o porquê não foram entregues.

Responsabilidade
“Alguém tem que ser responsabilizado por essa situação. Neste caso, o ex-prefeito é o responsável direto. Inclusive, para resolver o problema da falta de espaço de formação, ele tomou uma medida paralela alugando um imóvel muito ruim, deixando a Casa do Educador nesse abandono, servindo de ponto de encontro de moradores de rua, drogados e assaltantes”, afirmou. Ainda de acordo com a secretária, na transição de governo não foi dada nenhuma referência sobre a situação da Casa.
Anorina adiantou que irá consultar a Procuradoria Geral do Município para averiguar se houve ação da empresa na justiça e, em seguida, agilizar o processo e de reforma do espaço. “Temos que tomar uma posição já que este é um espaço muito importante para a história da Educação itabunense, pois aqui já funcionou o Instituto Municipal de Educação de Itabuna (antigo Imei), o Colégio Firmino Alves e cursos superiores que deram origem à Fespi - Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna, hoje UESC.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito