Frigobom da Av, Ilhéus

Frigobom  da Av, Ilhéus

GACC

GACC

Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



SAS realiza atividades da Semana de Mobilização Nacional contra o Aedes Aegypt

A Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) estará integrando Itabuna à Semana de Mobilização Nacional Contra o Mosquito Aedes aegypt – transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. Neste sentido, uma série de atividades estará acontecendo na próxima semana, no período de 20 a 24 de março, nas unidades da Assistência Social mantidas pela prefeitura. 

O objetivo das ações é mobilizar os trabalhadores, os beneficiários do Bolsa Família e as lideranças comunitárias no combate ao mosquito.

Utilizando diferentes estratégias, a SAS irá promover palestras com agentes de endemias, dramatizações, panfletagens e distribuição de repelentes para grávidas atendidas nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS). A cada dia uma unidade sediará essas atividades buscando dar à população informações e ferramentas preventivas no combate ao mosquito transmissor das arboviroses.
Para a secretária de Assistência Social, Sanda Neilma, é fundamental conscientizar a população quanto a sua importância nessas medidas preventivas, bem como o apoio de toda a sociedade em torno das ações do poder público, que visam combater a proliferação dos focos de reprodução do mosquito. Em Itabuna, a guerra ao Aedes Aegypt se tornou prioridade do governo municipal e as ações de combate mobilizam todas as secretarias municipais e a sociedade civil organizada.
Segundo a Secretaria de Saúde de Itabuna, a cidade apresenta um índice de infestação superior a 24%, o que de acordo com o Ministério da Saúde configura-se num risco iminente de uma nova epidemia, como ocorreu em 2016. O índice de infestação predial admitido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) deve ficar abaixo de 1%, o que coloca a cidade em estado máximo de alerta. ( Só Que.....)
Parece que só nos bairros é que mora o perigo.
SQN, no centro da cidade, próximo a rodoviária, existe um terreno baldio, cercado com placas de alumínio, onde o proprietário abriu buracos e valas para construir e largou tudo aberto, com as chuvas os mesmos transformaram-se em lagos e criatórios do Aedes Aegypti trazendo perigo para todos os moradores da circunvizinhança.
Segundo um hóspede de uma pousada  que fica ao lado, as pessoas já ligaram para o serviço de atendimento de combate a dengue e para vários setores da prefeitura e ninguém toma providências, o povo está apavorado e disse que não sabem mais a quem recorrer. 




Com a palavra a coordenação de combate e prevenção a dengue

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito