Adsense

CDL

CDL

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA

emasa

emasa



Ilhéus- Estudantes fazem horta e aprendem a lida com a terra


O valor da plantação, da colheita, da lida com a terra e de comer produtos livres de agrotóxicos. Todas estas lições estão sendo passadas na horta do Colégio Estadual Professor Fábio Araripe Goulart, localizado em Ilhéus (a 462 km de Salvador), na região Sul da Bahia. 


A iniciativa está envolvendo os estudantes em um projeto interdisciplinar, dentro do Programa de Educação em Tempo Integral (ProEi), da Secretaria da Educação do Estado, para que saibam cada etapa do plantio e, principalmente, aprendam a valorizar e a cuidar da terra.

No momento, os alunos estão na fase do plantio das hortaliças e legumes e a ação já apresenta bons resultados. “É muito bacana participar do projeto da horta e tem sido muito bom cuidar do plantio, regar as hortaliças. Eu,que já morei na roça, estou me sentindo bem à vontade. Tento aplicar a experiência que adquiri em lidar com a terra e isto é uma satisfação muito grande. Além do que é uma atividade que nos ocupa quando não estamos em sala de aula”, relata o estudante Cleyton Silva do Rosário, 18 anos, 1º ano.


A colega Josiely de Jesus Andrade, 15 anos, 1º ano, também fala com entusiasmo sobre a experiência. “Estou achando muito legal, porque venho aprendendo muitas coisas diferentes do que vemos em sala de aula. Ao mesmo tempo, levo um pouco do que aprendo diariamente com a minha mãe, que cultiva várias hortas em casa. Ela me ensinou a fazer adubo orgânico através da compostagem (processo de reciclagem do lixo orgânico) e, com os professores, tenho aprendido a importância de cuidarmos da alimentação para termos mais qualidade de vida”. 

O professor articulador do ProEi na região, Astor Vieira Jr., ressalta que o projeto da horta é uma ação que visa criar valores pedagógicos para que o estudante compreenda que o conhecimento se adquire de maneira integral e não fragmentado. “Para isto, trabalhamos de forma interdisciplinar em conjunto com as disciplinas do núcleo comum e as diversificadas, como Humanidade e Cidadania, Práticas Integradas, Linguagens Artísticas e Práticas Esportivas, a partir da pedagogia de projetos”, explica.

 Ainda segundo o educador, a horta nasceu com o objetivo de ocupar uma área ociosa do colégio, o deixando atrativo e atraente para a comunidade escolar. “Esperamos que os alunos repliquem esta ação em suas casas para que possam ter uma alimentação saudável, livre de agrotóxicos, repensando, assim, as suas relações de consumo e melhorando a qualidade de vida”, pontua.

A professora das disciplinas de Geografia, Linguagens Artísticas e Humanidade e Cidadania, Rita Maria Matos, conta que participam cerca de 60 estudantes das duas turmas de 1º ano do Ensino Médio de Educação de Tempo Integral. “Dividimos em oito grupos e cada turma é responsável por uma lera (sulco que o arado abre na terra, e no qual se lança a semente). A colheita será direcionada para a alimentação escolar e para uma feira de orgânicos que queremos fazer para integrar a escola com a comunidade. Além disso, faremos uma exposição de fotos feitas durante a realização das etapas do projeto”, afirma.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito