i

i

Top Park

CV

CV

cm

cm

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Ciranda Ilhéus na Praça reúne arte, cultura e gastronomia em evento aberto ao público


A Praça Antônio Viana Dias da Silva, no bairro Cidade Nova, em Ilhéus, recebeu na tarde último sábado (18), o projeto Ciranda Ilhéus na Praça. O evento voltou em sua terceira edição para reunir música, arte, armário solidário, gastronomia, cultura, entretenimento e acima de tudo, promover um espaço para a garotada curtir toda a boa programação. 



A iniciativa surgiu do desejo dos moradores, pessoas inspiradas em reativar a cultura de ocupação dos espaços públicos pela sociedade civil, quando ao compartilhar ideias de convivência com os vizinhos, fez surgir o Coletivo Cultural Ciranda Ilhéus na Praça. O evento foi totalmente gratuito e ao todo, cerca de 300 pessoas compareceram à praça.

“O projeto também nasceu com o intuito de promover o reconhecimento da identidade individual e coletiva, através de ações de formação artístico-cultural, valorizando e fomentando a economia solidária com produção colaborativa. Para além disso, o Ciranda vai viabilizar a criação de um circuito permanente de cultura e reconstrução do conceito de comunidade, que é algo que vem se perdendo com o advento das tecnologias. Bom, a ideia deu tão certo que pretendemos realizar o coletivo no terceiro sábado de cada mês”, explica Thaís Soub, uma das idealizadoras do projeto.

Atrações – Já a coordenadora Carla Silveira Mendonça, informou que a cada edição, o Ciranda pretende trazer uma nova participação musical, já que o espaço serve como divulgação e promoção de novos talentos. “Nesta edição, por exemplo, tivemos as participações de Laiz Marques, Eddy Oliveira, Tici Belmonte, Orquestra Gomgobira e o show do grupo Mulheres em Domínio Público, além de outras atrações. Estas atrações são da melhor qualidade e, certamente quem esteve no início da tarde para a noite na praça, ouviu e curtiu a boa música. Tivemos também uma exposição de arte com a artista plástica, Manuela Pessoa que expôs esculturas de madeira e pinturas em quadro”, detalhou Mendonça.
O Coletivo Cultural é um movimento sem fins lucrativos e não possui uma instituição mantenedora que garanta a sustentabilidade financeira. O evento se dá através do trabalho colaborativo dos próprios organizadores e de captação de pequenos patrocínios, os quais serão revertidos totalmente na infraestrutura do evento e, posteriormente, para a criação de um fundo para as melhorias da praça. Por sua vez, o projeto conta com o apoio da Prefeitura de Ilhéus, através da secretaria municipal de Cultura (Secult), Cicon Construtora, Grupo Guardian Segurança, Hospital de Ilhéus, Hotéis Praia do Sol e Aldeia da Praia, Farmácia Cidade Nova, Gênesis soluções em eletricidade e Ilhéus FM 105,9.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito