i

i

CV

CV

cm

cm

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Ilhéus- Crianças e adolescentes do Abrigo Renascer participam de ‘arraiá junino’

Com o objetivo de promover às crianças e adolescentes atividades sociais que elevem a autoestima, interação entre os acolhidos, além de possibilitar a construção de laços afetivos, o Abrigo Renascer realiza o ‘arraiá junino’ em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus. (Veja mais, Click Abaixo)


 A festa, programada para o próximo dia 20, a partir das 15 horas, na sede da entidade, situada na Avenida Princesa Isabel, 1.554, terá casamento na roça, variadas comidas típicas e decoração com motivos juninos.
  
O abrigo Renascer atende no momento 29 crianças de idade variada que foram retiradas do convívio familiar por medidas de proteção previamente determinado pelo juizado da Vara da Infância e Juventude. A unidade obedece todas as regras e preceitos preconizados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Todas as crianças acolhidas frequentam escola e participam de atividades como natação, balé, oficinas de dança e música.

A direção do espaço informa ainda que todos os acolhidos estão inseridos na rede municipal de ensino. Três crianças foram contempladas pelo projeto apadrinhamento afetivo e estudam em escolas particulares. Além disso, duas fazem ginástica artística e beneficiadas através de audição públicaquatro crianças fazem jiu-jitsu e em escolinha de futebol e 10 outras fazem natação.

De acordo com o juizado da Vara da Infância e Juventude de Ilhéus o apadrinhamento afetivo é quando a pessoa tem disponibilidade de tempo para estabelecer, através de atenção individualizada uma relação que se torne referência positiva geradora de experiências gratificantes e saudáveis para o seu afilhado. Serão construídos laços de amizade. Padrinho e afilhado poderão passar finais de semana, feriados, férias juntos e até viajar.

O apadrinhamento provedor é o padrinho pode ser pessoa natural ou jurídica. Ele dará suporte material ou financeiro à instituição, criança ou adolescente, com a doação de materiais escolares, vestuário, brinquedos, com o patrocínio de cursos profissionalizantes, reforço escolar, prática esportiva, idiomas ou arcando com os custos de alguma demanda especifica da instituição, da criança ou do adolescente.

Por sua vez, o apadrinhamento prestador de serviços é o padrinho que por meio de ações de responsabilidade social se cadastra para atender a instituição, as crianças e os adolescentes, prestando o serviço, conforme sua especialidade de trabalho ou habilidade.

Podem ser padrinhos e madrinhas pessoas sem demandas judiciais e que pretendem desenvolver ações em benefício de crianças ou adolescentes acolhidos. Os interessados passam por processo de habilitação e serão capacitados a exercer o papel de padrinhos.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito