i

i

J M

J M

cm

cm

Adsense




Itabuna- Entre liminares e intimações, ocupação dos servidores na Câmara já dura 48 horas

O movimento intitulado “Luta, ocupação e resistência” completou na tarde desta quarta-feira, 15/08, 48 horas de ocupação dos servidores públicos ao plenário da Câmara Municipal de Itabuna. Após provocação judicial do Presidente da Câmara, Vereador Chico Reis (PSDB), solicitando a reintegração de posse, o Juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Dr. Ulysses Maynard entendeu por bem intimar as representações sindicais para uma audiência de conciliação, que está agendada para ocorrer amanhã, 16 de agosto às 8h:20min no Fórum de Itabuna. (Veja Tudo, Click Abaixo)


De acordo com o Oficial de Justiça, o objetivo do magistrado é compreender o conflito existente entre servidores e legislativo, a fim de mediar a situação de forma pacífica. Os professores, guardas municipais, agentes comunitários de saúde e demais servidores, juntamente com seus respectivos sindicatos (SIMPI, SINDIGUARDAS, SINDICAS/ACS E SINDISERV), estão mobilizados contra a implantação do regime estatutário proposto pelo executivo, que entre outros prejuízos, visa retirar o Fundo de Garantia por Tempo de Servido (FGTS), bem como o direito ao acesso à Justiça do Trabalho dos funcionários públicos municipais.
A pressão dos trabalhadores tem gerado repercussões na esfera política. O Presidente do Partido Trabalhista Cristão (PTC), Pastor Elias esteve na ocupação para prestar solidariedade aos ocupantes e afirmou que os vereadores Alex da Oficina e Zico, 
ambos filiados a seu partido, irão votar contra a implantação do novo estatuto.
A ocupação tem mobilizado toda mídia estadual, além de já ter sido noticiada por emissoras nacionais, despertando simpatizantes nas mais diversas esferas.
De acordo com o Assessor do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial do Estado da Bahia (SINTEPAV), Luciano Luna, se o Prefeito não retirar a matéria de pauta, a Força Sindical Bahia também promoverá atos de protesto em apoio aos servidores itabunenses. Até mesmo os pais dos alunos das escolas públicas, que estão paralisadas, têm comparecido em apoio aos professores.
De acordo com os manifestantes, a ocupação continua. Segundo a Presidente do Sindicato do Magistério (SIMPI), Profa. Maria do Carmo Oliveira (Carminha), as escolas deverão permanecer com as atividades paralisadas nesta quinta e sexta, 16 e 17, como ato de protesto.






0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito