i

i

J M

J M

cm

cm

Adsense




Itabuna- Setembro Verde, Passeio Ciclístico abre oficialmente a programação


A Organização de Procura de Órgãos (OPO) do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães já está com uma programação definida para comemorar o “Setembro Verde”, mês escolhido para a campanha que pretende conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos. (Veja Tudo click Abaixo)


Em antecipação as comemorações da campanha instituída no dia 27 de setembro, a OPO Sul em Itabuna promove o 3º Passeio Ciclístico do Setembro Verde. O evento acontece no próximo dia 1º e as inscrições podem ser feitas pelo endereço eletrônico: www.doity.com.br/passeiociclisticohblem.
A coordenadora da OPO Sul/HBLEM, enfermeira Naama Ramos convoca os ciclistas profissionais ou amadores e a comunidade para participarem da programação cuja concentração será na Alameda da Juventude. O passeio ciclístico terá inicio às 8:30 da manhã e seguirá o seguinte percurso: saída da Alameda da Juventude e segue em direção ao Shopping Jequitibá, avenidas Princesa Isabel  e Kennedy, até a Igreja Santa Rita de Cássia, no bairro São Caetano. Na volta, os participantes saem da avenida Princesa Isabel, seguem até o  Jardim do Ó, avenidas Cinquentenário e Amélia Amado, até o Hospital de Base.
“Temos certeza que repetiremos o mesmo sucesso dos anos anteriores quando os adeptos do ciclismo atenderam ao chamado e se juntaram aos trabalhadores que buscam diariamente conscientizar as pessoas sobre a importância de ser um doador de órgãos”, destaca Naama, ressaltando que, graças ao trabalho dos profissionais do HBLEM e dos hospitais da região, associados à OPO de Itabuna, o número de órgãos e tecidos captados aumentou entre 2016 e 2017, o que, segundo ela, representa centenas de vidas salvas e outras centenas beneficiadas.
A coordenadora explicou que o trabalho é desenvolvido por uma equipe de profissionais capacitados e não pode parar, já que “não é só a busca de doadores de órgãos, mas também o acolhimento às famílias, como por exemplo, a abordagem realizada quando o paciente pode ser um doador”, comenta. Segundo Naama, a conscientização para captação de órgãos é um trabalho continuado, realizado pelos próprios profissionais da OPO e de várias formas, como o passeio ciclístico que movimenta a cidade

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito