i

i

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Itabuna- Em sessão especial, AMA sugere ‘abrir o coração’ ao autista

Com o mote ‘abrir o coração para entender o autismo’, a Associação de Pais e Amigos do Autista de Itabuna (AMA) celebrou o Dia Mundial do Autista (02/04) em sessão especial presidida por Antônio Cavalcante (MDB). “A gente precisa se aproximar, conhecer essa criança [autista] para entender como o autismo se manifesta nela”, ressaltou a psicóloga Lucimara Moreira, voluntária na AMA.
                                      (Saiba Mais, Click Abaixo)




Presidente da AMA, Jaislayne Caldas salientou que é fundamental acolher e orientar as famílias que possuem membros com esse transtorno. A inclusão escolar dos autistas é um dos maiores desafios para os autistas em Itabuna. Segundo a presidente, por falta de profissionais capacitados na rede escolar, pais acabam forçados a alfabetizar os filhos autistas em casa.

Em depoimento comovente, Andréia Vasconcelos, partilhou a experiência pessoal da filha Aksa, 14 anos. Por dois meses, Andréia teve que permanecer ao lado da menina na sala de aula. “Os professores têm medo do autismo, isso dói muito”, desabafou a mãe, moradora do bairro Maria Pinheiro. “A professora respondeu que não estava preparada para lidar com a minha filha.”

Cavalcante vai apresentar projeto de lei para conceder à AMA o título de utilidade pública. A proposta facilitará a obtenção de recursos públicos. Ele lamentou a falta de apoio governamental à Associação que funciona desde 2017 com ajuda de voluntários. Quinta-feira, 04, a AMA vai inaugurar um espaço para atendimentos na rua Laurinda Alves Fontes (atrás do INSS).
TEA 

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um distúrbio que afeta a interação social e o comportamento. Manifesta-se na infância (até 3 anos) com sinais e sintomas como: bebês que evitam o contato visual, surdez aparente e movimentos corporais repetitivos. Ainda sem cura, o tratamento multidisciplinar do autismo envolve médicos, fisioterapeutas e psicólogos, entre outros.   

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito