i

i

PMI

CMVI

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Itabuna Esteve Representada no Fórum nacional da UNDIME em Mata de S. João

A União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação (UNDIME), realizou, na semana passada, entre 13 e 16 de agosto, o 17º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação, na cidade de Mata de São João / BA, na Costa do Sauípe. O fórum foi aberto pelo presidente nacional da UNDIME, Alessio Costa Lima e contou com as presenças do governador do Estado da Bahia, Rui Costa e do secretário estadual da Educação, Jerônimo Machado, entre outras autoridades.   (Saiba Mais, Click Abaixo)





A secretária municipal da Educação de Itabuna, professora Nilmecy Gonçalves, esteve presente, representando o município e comentou sobre a sua importância e o tema (“Qualidade da Educação: Financiamento, Gestão e Aprendizagem”). Para ela, o tema escolhido pontua que os debates que se suscitam em Itabuna sobre as garantias do Direito de Aprender estão corroborados pelos que acontecem em nível nacional sobre melhorias na qualidade de ensino. “Para além do direito, foi possível constatar que Itabuna possui problemas semelhantes aos dos demais municípios. E estamos conduzindo a nossa Educação num prospecto de reconhecimento de nossas peculiaridades, como retomada da credibilidade da Rede Municipal de Ensino, defesa do acesso à educação, garantia do tempo de permanência do aluno em sala de aula, o sucesso dos resultados finais, o cumprimento do calendário escolar,uma melhor estruturação das escolas, dinamização na aplicação dos recursos, importância do tempo de planejamento, garantia da reserva técnica para os professores dos anos iniciais, tudo dando-se ênfase às propostas que o prefeito Fernando Gomes vem trazendo para Itabuna, nessa área tão sublime das políticas públicas, que é a Educação”, afirmou a secretária.

As impressões da professora Nilmecy estão corroboradas pela fala de Costa Lima, presidente da Undime, que tratou do fortalecimento da união entre os secretários da Educação de todo o Brasil e o papel da Undime nesse processo, indicando o caráter suprapartidário do órgão e que “a Undime é a casa de todos”; pela fala do professor Jerônimo Rodrigues, secretário estadual da Educação, que indicou que “sem dúvidas, financiamento, gestão e aprendizagem são o tripé que sustenta a educação brasileira”; pela fala de Jânio Macedo, secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, quando indicou que o Brasil possui 48 milhões de estudantes matriculados na Educação Básica e que, desses, 39 milhões estão na rede pública; e pela fala governador Rui Costa, que disse que “vivemos em um momento em que, mais do que nunca, é preciso afirmar a educação como um instrumento que edifica a existência humana”. O governador ainda fez uma crítica ao modelo de distribuição e financiamento da educação no Brasil: “Não é possível que o ente que concentra mais recursos contribua com apenas 10% do financiamento da educação”, disse.

Entre as principais conferências, estiveram nomes como os de José Marcelino Rezende, Cipriano Luckesi e Cláudia Costin, que explanaram, entre outros aspectos da educação, dados e informações que dão conta  da necessidade de se garantir que a criança saia da idade pré-escola com as competências necessárias; que educação é um processo para o qual não existem atalhos; que “o dinheiro não é tudo na educação, mas sem ele, não existe uma educação de qualidade” (Marcelino Rezende), defendendo ainda que “avaliação e testes são importantes desde que a gente não construa uma educação voltada para provas”; “para avançarem na etapa seguinte, precisamos de educação, saúde e assistência social trabalhando juntas” e que o “o professor em sala de aula precisa ser reconhecido como ‘gestor da sala’. Na fala de Luckesi, “nós só aprendemos pelo exercício e há 75 mil anos é assim. O ser humano recebe a informação, entende, treina e toma posse”, dando base para a defesa de Costin quando disse que “qualidade na educação, é criança na escola, aprendendo”.

No encerramento do fórum, que contou com a participação de 1.500 pessoas, o presidente Alessio Costa Lima, encerrou o seu mandato (biênio 2017-2019) e assumiu a Undime nacional, Luis Miguel Martins Garcia, para o biênio (2019-2021). Entre os desdobramento do fórum, está a confecção de uma carta da Undime, que será encaminhada ao Governo Federal, dando conta das impressões dos secretários municipais da Educação sobre o atual contexto político que permeia a área, em nível nacional.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito