i

i

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Deputado Paulo Magalhães Disse: Nunca se Roubou Tanto como nesse Governo. E disso ele Entende!!


O juiz Jefferson Schneider, da 2ª Vara da Justiça Federal do Mato Grosso, encaminhou pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que seja aberta a investigação contra 63 deputados e um senador citados pela Polícia Federal como ‘envolvidos na Operação Sanguessuga’ – que denuncia a fraude na venda de ambulâncias em pelo menos 11 Estados brasileiros. O prejuízo aos cofres públicos já chega a R$ 60 milhões. Na lista dos envolvidos, divulgada pela Polícia Federal, aparecem os nomes de sete deputados baianos: xxxxxxx, Paulo Magalhães (PFL-BA), xxxxxxx), xxxxxxx (PFL-BA), xxxxxxx (PFL-BA), xxxxxx (PDT-BA) e xxxxxxxPPFL-BA).
(Saiba Mais, Click Abaixo)




De acordo com as investigações, o empresário mato-grossense Darci José Vedoin seria o cérebro do esquema de corrupção. Ele teria comprado prefeitos, parlamentares e funcionários do governo para conseguir vender os veículos montados por sua empresa, a Planam, com até 110% de superfaturamento.

Segundo a Polícia Federal, os congressistas apresentavam emendas ao Orçamento da União direcionando verbas para o FNS (Fundo Nacional de Saúde), com o objetivo de comprar ambulâncias e equipamentos hospitalares. Uma servidora e dois funcionários do ministério eram subornados para apressar a liberação das verbas no Ministério da Saúde.

Os valores eram liberados em cifras inferiores a R$ 80 mil, o que permitia ao Ministério da Saúde selecionar o fornecedor sem licitação. Para disfarçar o ‘favoritismo’, a Planam acertava as propostas com outras três empresas de fachada e ganhava o contrato, sempre com valores superfaturados. O dinheiro pago a mais pelo Estado era divido entre os integrantes da quadrilha.


0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito