i

i

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Itabuna- Maternidade Ester Gomes- NOTA de ESCLARECIMENTO

A Maternidade Ester Gomes vem a público esclarecer que há mais de trinta anos presta serviços de assistência obstétrica de baixo e médio risco para Itabuna e região, mantendo seu funcionamento mesmo com o subfinanciamento do SUS. Em agosto de 2019 a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna renunciou o serviço de obstetrícia de baixo e médio risco, tendo a SMS repassado toda a demanda à MEG, que a assumiu integralmente sem nenhuma intercorrência. 
(Saiba Tudo, Click Abaixo)



O que precisa ficar claro à toda comunidade é que quando a demanda de obstetrícia era dividida com o Hospital Manoel Novaes, a MEG recebia o valor pré-fixado de R$ 272.000,00, só que, ao assumir toda a demanda, passou a receber o pré-fixado de R$ 68.000,00! Essa situação complicou em muito a manutenção da prestação deste serviço à comunidade, já que para arcar com as despesas de um mês com médicos e funcionários precisava-se receber o equivalente a três meses! Essa conta não fecha (!), e a instabilidade financeira repercute negativamente na relação com médicos, funcionários e fornecedores, que não têm garantido o recebimento de seus pagamentos mensais! A SESAB garantiu um incentivo pré-fixado de R$ 146.000,00 que foi pago em fevereiro deste ano, o que permitiu um acordo com os profissionais para que retornassem a seus postos, porém, como muitos assumiram outros compromissos, o desafio está na recomposição da equipe, o qual já está sendo feito, inclusive com busca de profissionais de outros estados. Apesar das dificuldades, sejam de caráter financeiro ou de escassez de profissionais especializados na área obstetrícia e anestesista em nossa região, a maioria dos plantões já estão cobertos. Precisamos deixar claro que os apelos formulados junto à SMS, ao Poder Judiciário e ao Ministério Público do Estado da Bahia se deram para garantir os serviços de saúde pública tão importantes à comunidade, até porque vidas humanas dependem de uma solução concreta e objetiva e as parturientes não podem mais esperar! Assim, firmes no propósito de manter o relevantes serviços prestados em toda sua história, reiteramos o nosso compromisso de manter o atendimento obstétrico de baixo e médio risco junto ao SUS, pedindo que se analise a questão o mais rápido possível, garantindo o repasse de recursos de acordo com o volume da demanda. Itabuna, 1º de março de 2020 Maternidade Ester Gomes

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito