i

i

PMI

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Transmissão da ACI tratou de medidas financeiras do Banco do Nordeste

A Associação Comercial e Empresarial de Itabuna – ACI está investindo esforços para informar e contribuir com os empresários regionais, no sentido de muni-los de alternativas para, pós pandemia, manterem seus negócios em plena atividade. Diante disto, tem realizado conversas online (lives) com temas esclarecedores. Na tarde desta quinta-feira (26), o presidente da ACI, Sérgio Velanes, conversou com o gerente regional do Banco do Nordeste, Thales Carvalho Messias.             (Saiba Mais, Click Abaixo)



A conversa apresentou o apoio de crédito às empresas que, de acordo com Thales, o Banco do Nordeste entende o momento em que as empresas estão passando e que enfrentarão e, está em busca de soluções rápidas. “Nós entendemos que é um momento crítico, que exigem decisões rápidas e a todo momento recebemos novas informações que necessitam de ações imediatas”, disse.
As duas principais medidas já adotadas pelo Banco do Nordeste são: o reescalonamento das dívidas; e o aumento no valor de crédito. “A principal ação nesse momento é o reescalonamento das dívidas de todos aqueles que já são clientes ativos do Banco do Nordeste e que tem vencimento nos próximos meses. E esse reescalonamento deverá ser aplicado até o mês de setembro. Significa dizer que todos os cliente que tem dívida a vencer nesse período ou vencidas há 90 dias entrarão no programa emergencial”, contou Thales.
Ainda de acordo com o gerente, o banco está unindo a tecnologia que já possui, com o setor de crédito para aplicar as medidas o mais rápido, de forma automatizada e simplificada. O crédito pessoal também já teve um reescalonamento automático. As parcelas que forem vencendo dentro desse mês e nos próximos 60 dias, todas elas já foram reescalonadas.  O mesmo está sendo feito para o microempreendedor individual”. 
A segunda medida já adotada pelo Banco, segundo Thales, envolve não só os clientes ativos, mas também os novos clientes que necessitarão de capital de giro. “Temos novos créditos para capital de giro. Entendemos que as empresas precisam sanar suas necessidades para garantirem a subsistência e conseguirem manter o nível de empregos atual. Por isso o Banco está ampliando o valor do capital de giro”.
Ele informou que “para novos créditos poderão ser feito aditivos de capital de giro no valor de até R$100 mil sem a garantia real, só com a garantia do aval dos sócios. Antes, essa modalidade era de até R$50 mil. Adotamos essa medida para que a gente consiga ter uma maior amplitude e alcançar mais empresas. Destacando que a carência para pagamento será de 60 dias até 6 meses, a depender do fluxo planejado da empresa”.
Essas medidas informadas pelo Banco tem o objetivo de injetar cerca de R$1 bilhão na região Nordeste como aporte necessário para os empresários continuarem mantendo a saúde financeira dos seus negócios, além de garantir a carteira de funcionários, evitando assim, um colapso maior.
Sérgio Velanes finalizou a conversa destacando a importância dessas medidas para o comércio. “Fico muito feliz com esse crédito, isso irá fortalecer a nossa região e contribuir como alternativas para todos aqueles que irão necessitar nesse momento”, celebrou.
“O que eu espero é que saímos ainda mais fortalecidos, organizados e unidos desse momento. E o Banco do Nordeste está a disposição para contribuir com essas e outras medidas que forem necessárias para contribuir com todos os pequenos, médios e microempresários”, finalizou Thales. 

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito