i

i

pmi

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Itacaré oferece atendimento psicológico e humanizado online

Os desafios colocados pelas ações de combate à pandemia do coronavírus podem gerar intenso sofrimento psíquico e têm mexido com a saúde mental de diversas pessoas em todo o mundo. Foi pensando em minimizar esse sofrimento, ouvir as pessoas e mostrar que elas não estão sozinhas, que a Prefeitura de Itacaré, através das secretarias de Educação e Saúde, criou a campanha “Ombro Amigo”, (Saiba Mais, Click Abaixo)




com o atendimento, através do telefone ou pelo whatsApp, pelo número (73) 99856-6983, feito por profissionais de psicologia registrados no Conselho Federal de Psicologia.

O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 08 às 12 horas e das 14 às 18 horas. A proposta é atender a comunidade de Itacaré que necessita de atenção psicológica no tempo da pandemia. O atendimento é humanizado e sigiloso, onde o objetivo é de fato oferecer um ombro amigo, ouvir quem está precisando de apoio psicológico. Mas é importante que a comunidade se conscientize da necessidade desse serviço e evite trotes, pois a irresponsabilidade de alguns poderá deixar de oferecer um atendimento vital para seu próximo.

De acordo com os integrantes do Comitê de Monitoramento, o projeto “Ombro Amigo” é mais uma ação da Prefeitura de Itacaré visando dar mais um conforto àqueles que estão no isolamento social, dando apoio psicológico e ajudando a ultrapassar este momento difícil com mais tranquilidade. “Notamos o medo e insegurança que a ocasião tem acarretado em diversos cidadãos. Identificamos diversos casos, onde acreditamos que uma ajuda psicológica seja mais um instrumento de apoio à aceitação e compreensão dos dias difíceis que teremos pela frente”, explicaram.

A secretária de Educação de Itacaré, Eliane Camargo, informou que desde o início da pandemia que esse atendimento vem sendo prestado aos trabalhadores em educação, alunos e profissionais da saúde. Agora essa iniciativa se amplia, junto com o Comitê de Monitoramento, para atender a toda a comunidade. “O nível de ansiedade das pessoas está muito elevado e muita gente tem apresentado crises mais sérias, que necessitam de ajuda profissional. Isso não é frescura. Estamos fazendo nossa parte, com o apoio dos psicólogos, mas dê suporte a essas pessoas que precisam de ajuda. Chame para conversar, através do telefone, certifique-se de que ela está bem. São pequenos cuidados que podem fazer uma grande diferença”, complementou Eliane Camargo.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito