i

i

pmi

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Reabertura do Comércio em Itabuna, Reunião discute medidas para viabilizar (Apesar dos Contras)

A Prefeitura Municipal de Itabuna segue com esforços para viabilizar a reabertura do comércio no município. Nesta sexta-feira (05), a Prefeitura convidou representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicom, Associação Comercial e demais representantes do comércio e da classe empresarial, para discutir medidas alternativas para a reabertura do comércio.
         Fechado há cerca de 80 dias, a comércio local já encontra dificuldades 
(Saiba Mais, Click Abaixo)



e, segundo dados da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), neste período, empresas já fecharam suas portas em definitivo, e dezenas de pessoas já estão desempregadas. Diante da atual situação, o município produziu um plano técnico para a reabertura. No entanto, após recomendação do Ministério Público para manutenção do fechamento do comércio, a prefeitura e os representantes da classe comercial estarão produzindo um segundo estudo técnico focado na área epidemiológica.
O procurador do município, Luiz Guarnieiri, explicou que o estudo epidemiológico reforçará o plano de abertura produzido pela prefeitura, e, posteriormente, será enviado para apreciação do Ministério Público. Vale lembrar que, após reunião na última quinta-feira (04), o MP recomendou a manutenção do fechamento do comércio no município. 
         Durante a reunião dessa sexta-feira (05), os representantes do comércio elogiaram o plano de reabertura produzido pela prefeitura e lamentaram a impossibilidade de reabrir comércio já na próxima segunda-feira, 8. Os comerciantes alegaram que o comércio não é responsável pelo aumento dos casos do novo coronavírus no município, visto que as lojas já se encontram fechadas há quase 80 dias. Outro ponto abordado foi para as medidas imposta no protocolo determinado pela prefeitura, que irão garantir segurança aos lojistas e clientes.
         O presidente da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (FASI), Roberto Gama, falou sobre os investimentos no Hospital de Base, que hoje possui uma ala exclusiva para pacientes da covid-19, com 10 leitos de UTI e 38 leitos clínicos, e nos próximos dias receberá outros 10 leitos de UTI. Roberto Gama, no entanto, alertou que essas condições não podem servir de parâmetro para reabertura do comércio, visto que os leitos também são ocupados por pacientes de outros municípios.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito