i

i

Emasa

Emasa

CVR1

CVR1

Chapa

Chapa

E.A.

E.A.

VW

VW

isr

isr

PRF

PRF

Adsense




À espera da posse, vereadores eleitos conhecem rotinas da Câmara

Um tripé de profissionais com amplo conhecimento sobre rotinas da Câmara

conduziu atividade na Escola do Legislativo de Itabuna, na terça-feira
(22). Aquela verdadeira aula, assistida por alguns dos novos edis e
assessores, foi aberta pelo advogado e ex-vereador Joabs Ribeiro. Ele é
um dos fundadores e já esteve à frente da União dos Vereadores do Brasil
(UVB).                  (Saiba Mais, Click Abaixo)


Num tom conselheiro, destacou a importância de ficarem atentos às
demandas da população, participar e dali guiar o mandato. “Votar no que
é bom, independentemente de quem seja o prefeito. Não é oposição, nem
situação; é do município, é do cidadão”, elaborou.
Dr. Joabs, lembrando que a palavra vereador remete a veredas (aquele que
caminha) e “aquele que vê a dor”, trouxe recomendações. Entre elas, quem
fizer bom uso das redes sociais poderá mostrar seu trabalho de forma
ampla. “É importante falar menos e ouvir mais o povo, o engajamento como
agente de mudança, ter noções básicas de leis, propor e requerer
benefícios e acompanhar a execução dos serviços públicos”, pontuou.
Em seguida, o analista de Controle Interno, Gefiton Tavares Neto,
explanou sobre rotinas administrativas; relevância semelhante entre
departamentos, assim como mostrou os níveis de hierarquia – a começar
pelo presidente, o “ordenador de despesas”. Colocando-se à disposição,
ressaltou que aquela “escola vai desenvolver funções muito importantes
para a sociedade”.

“Expressão de soberania”
Por fim, a secretária parlamentar, advogada Margareth Borges Brandão,
mencionou a capacidade de mudar realidades com o trabalho do vereador.
Evidenciou a preponderância do município no Direito Administrativo e o
quão soberano é o cidadão no movimento de conferir cargos eletivos.
Citando o desembargador José Antônio Pimenta Bueno, situou o papel da
Casa das Leis numa democracia. “O Poder Legislativo é a mais alta
expressão da soberania e é mesmo! Da mesma forma que o povo trouxe vocês
até aqui, ele tira vocês, se não souberem se conduzir. Tenham isso em
mente, porque servidor da Câmara não faz o vereador”, alertou.
Ela ressalvou, porém, que a equipe ali está para auxiliar os edis a
desempenharem as funções básicas do Legislativo e acrescentou: “Legislar
é fazer leis sim! É reter as leis já existentes, adequá-las à realidade
daquele momento”.
O presidente da Casa, Ricardo Xavier (Cidadania), destacou a emoção por
ver concretizado um anseio compartilhado entre a Mesa, demais edis e
servidores. “É um momento de alegria, histórico!  Era meta inaugurar a
Escola Legislativa ainda nesta legislatura; este é um instrumento para
aproximar a população”, destacou.
Já o presidente da Escola, Júnior Brandão (Rede), além de parabenizar a
todos que contribuíram, reiterou o esforço da Câmara para ver a
iniciativa em prática.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito