i

i

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Andrea Castro, no Dia internacional da Mulher“ A promoção social passa pelo empoderamento feminino”

 

Ao destacar os múltiplos papéis que a mulher desempenha na sociedade, Andrea Castro afirmou que a passagem do 08 de março, Dia Internacional da Mulher, faz o tema empoderamento feminino ganhar uma ênfase especial. “O mundo inteiro celebra, hoje, as lutas e as conquistas das mulheres, mas a busca pela igualdade e garantia de direitos ainda tem um longo percurso pela frente. Por isso, a Secretaria de Promoção Social tem como meta a preservação dos direitos das cidadãs itabunenses”, garantiu.

(Saiba Mais, Click Abaixo)


“A promoção social passa necessariamente pelo empoderamento feminino. A sociedade precisa tratar todos os homens e mulheres de forma justa e igualitária e promover ações que fortaleçam as mulheres e desenvolvam a equidade de gênero”, disse Andrea Castro.  Ela afirmou que “proteção social, empoderamento e promoção da autonomia feminina, orientação, prevenção, emancipação e garantias dos direitos das mulheres são temas que estão na pauta diária da Secretaria de Promoção Social. 

Neste Dia da Mulher, Andrea Castro está cumprindo uma agenda movimentada. Logo no início da manhã desta segunda-feira, 08, ela enviou uma mensagem de parabéns ao radialista Tom Ribeiro, que inaugurou a programação da Boa FM, a mais nova emissora de Rádio da cidade. Em seguida, concedeu entrevista ao jornalista Oziel Aragão, no programa “Interativa News”, da Rádio Interativa FM. 

Andrea Castro destacou também a participação feminina no primeiro escalão da atual administração itabunense. A secretária de Promoção Social lembrou que as mulheres estão presentes nas Secretarias de Educação, com Janaína Araújo; de Saúde, com Livia Maria e a subsecretária de Saúde Lânia Lessa; de Planejamento, com Sônia Fontes; de Segurança e Ordem Pública, com Mariana Alcântara e no comando da Guarda Municpal com Roseane Souza.

A secretária de Promoção Social lembrou também o alto índice de feminicídio no Brasil e os casos de violência doméstica em Itabuna. “O aumento da violência é um grande desafio social. Precisamos valorizar a família, proteger a criança, o adolescente e defender os direitos da mulher; promover o enfrentamento da violência doméstica e executar projetos de geração de emprego e renda e inclusão social. No momento, nós estamos iniciando o levantamento do perfil das famílias atendidas pelos CRAS e as políticas públicas de apoio às mulheres, além de como trabalhar no enfrentamento à opressão e violência sofridas por elas, oferecendo o apoio e acolhimento necessários”, anunciou.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito