i

i

CMVI

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Festival de Dança de Itacaré On-line vai até este domingo

Iniciado no último sábado, dia 20, o Online Festival de Dança Itacaré prossegue até este domingo, dia 28, trazendo obras inéditas criadas especialmente para o evento, em paisagens naturais e urbanas e com a colaboração com artistas da Bahia. A programação também oferece oficinas, palestras, encontros, lançamento de livro, exposição e estreia de filmes. O acesso é grátis e a retirada de ingressos e inscrições podem ser feitas em www.festivaldedancaitacare.com.brO Festival é uma realização da Prefeitura de Itacaré e Casa Ver Arte 

(Saiba Mais, Click Abaixo)



e tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. “Em plena pandemia, parecia improvável, mas deu certo!”, celebra Verusya Correia, diretora artística e fundadora do Festival de Dança Itacaré, que nesta edição ganhou o nome de Online Festival de Dança Itacaré.

 


Com apenas 90 dias para realizar um festival do início ao fim, o projeto entra em sua fase final com esse encontro virtual com o público. “Em um momento de recolhimento, contração e isolamento, tudo se expandiu”, avalia Richard Melo, gestor de projetos da Ventuna Digital, empresa responsável pela adaptação da versão digital do festival que é realizado há mais de dez anos na cidade do litoral sul baiano.

 


Nesta versão, o Festival em sua convocatória lançou o seguinte desafio aos artistas baianos: a criação coletiva. Ou seja, o evento não receberia obras prontas. Os artistas deveriam estar dispostos a criar coletivamente trabalhos inéditos para paisagens de Itacaré.“A convocatória foi um sucesso estrondoso”, avalia Rafael Ventuna, diretor técnico do Online Festival. Com 134 inscrições, o chamamento estadual recebeu em onze dias o equivalente à média de recebimento de propostas enviada por artistas de todo o Brasil em anos anteriores. “Muitas inscrições individuais. Apesar da limitação de até três artistas por inscrição, percebemos que ali havíamos iniciado a discussão sobre protocolos de segurança”, ressalta Ventuna.

 


Após a seleção realizada em janeiro, a primeira quinzena de fevereiro foi dedicada a uma rodada intensa de reuniões virtuais com a equipe que estava espalhada pela Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás. Todas as filmagens foram realizadas em Itacaré na segunda quinzena de fevereiro. Ao todo, sete locações: Praia da Costa (Praia do Pontal), Cachoeira de Cleandro, Bairro Porto de Trás, Fazenda Vila Rosa (Taboquinhas), Praça São Miguel, Farol e Praia de Jeribucaçu.

 


Para o coordenador de produção Gilmar Silva, o cuidado consigo e com os outros foi fundamental. “Não teve nenhuma intercorrência grave. Entramos sãos e saímos saudáveis”. A sintonia entre a equipe de fato fez a diferença. “O projeto previa seis danças. Agora são sete danças, um filme e um documentário making of. Este encontro rendeu!”, se alegra Verusya. “Agora, depois de tanto trabalho e dedicação, é ver como o público vai reagir diante destas imagens belíssimas e destes trabalhos tão plurais que dialogam com o tema fronteiras”.

 

Confira a Programação:

 

OFICINA

26/mar (sexta)

10h | 90 min | 16 anos

SINUOSE - dança, fluidez e consciência

Conduzida por Neemias Santana (Salvador), a aula se desenvolverá a partir de vários estímulos que vão se acumulando, em fluxo contínuo, a partir das potencialidades de cada corpo, dando ênfase às qualidades de fluência e peso do movimento. A capacidade da sala é limitada a 50 participantes.

Inscrições em www.festivaldedancaitacare.com.br

 

MOSTRA

26/mar (sexta)

20h | 60 min | 12 anos

Sala #Trajetos

Nesta noite, as danças apresentadas têm os deslocamentos como elementos fronteiriços: “Vamos pra Costa?”, com Núcleo da Tribo (Itacaré); “Quero Falar”, com Ana Brandão e Thiago Cohen (Salvador); e “Percurso Entrecruzas”, com Neemias Santana (Salvador). Após as apresentações, haverá um bate-papo entre o público. A capacidade da sala é limitada a 250 participantes.

Ingressos em www.festivaldedancaitacare.com.br

 

PALESTRA

27/mar (sábado)

14h | 120 min | Livre

Lançamento do Livro PILATES & DANÇA

Verusya Correia, fundadora e diretora artística do Festival de Dança Itacaré, é também uma das profissionais pioneiras do Pilates no Brasil. Ao longo de décadas, desenvolveu uma metodologia de cuidados com o corpo que une princípios do Pilates à Dança. Em 2020, a pesquisa tomou forma de instasérie e agora foi reformulada como publicação. O lançamento terá a participação do dançarino-performer e Prof. Adjunto da UFCA Joubert Arrais. A capacidade da sala é limitada a 250 participantes. A capacidade da sala é limitada a 250 participantes.

Ingressos em www.festivaldedancaitacare.com.br

 

MOSTRA

27/mar (sábado)

20h | 60 min | 12 anos

Sala #Interiores

Esta sala homenageia criadores de danças que são oriundos de outras cidades baianas do interior: “Atravessamentos”, com Clécia Santana (Pojuca); “Me chame pra dançar na margem” com Coletivo Trippé (Juazeiro); e “Grapiúna”, com Giltanei Amorim (Pojuca) com a colaboração de Aldren Lincoln e Verusya Correia. Após as apresentações, haverá um bate-papo entre o público. A capacidade da sala é limitada a 250 participantes.

Ingressos em www.festivaldedancaitacare.com.br

 

ENCONTRO

28/mar (domingo)

20h | 120 min | 12 anos

Entre as bordas do online e offline

Para concluir a programação do Online Festival de Dança Itacaré, equipe com seus múltiplos profissionais vai se reencontrar para dialogar sobre o processo de criação coletiva que possibilitou a realização das sete danças filmadas apresentadas. Um processo híbrido que teve fases de trabalho remotas e presenciais. Também será exibido o filme “Fronteiras” e a estreia do making of. Este encontro terá a participação da Profa. Dra. Fabiana Britto da Escola de Dança UFBA. A capacidade da sala é limitada a 250 participantes.

Ingressos em www.festivaldedancaitacare.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito