i

i

Emasa

Emasa

CVR1

CVR1

Chapa

Chapa

VW

VW

PRF

PRF

Adsense




Academia Grapiúna de Letras (AGRAL) comemora aniversário de 10 anos


Como comemoração de 10 anos de fundação da Academia Grapiúna de Letras (AGRAL), a recém empossada diretoria, eleita em 25/3, promoveu no último domingo, dia 4/4 – data de sua instituição – das 10 às 11 horas, na plataforma Google Meet, em função da inviabilidade presencial, por causa das medidas restritivas acerca de distanciamento social, face à Pandemia Coronavírus (Covid – 19), reunião virtual.

(Saiba Mais, Click Abaixo)



A reunião extraordinária, comemorativa aos 10 anos da fundação da AGRAL, primeira academia dessa natureza na cidade de Itabuna, foi conduzida pelo presidente Samuel Leandro Oliveira de Mattos, que agradeceu a presença dos confrades e convidados, declarando que o motivo da reunião é fruto do ideal, da dedicação, do esforço dos pioneiros, que conceberam a ideia de uma academia de letras, em 2011, para cultivar a língua, a cultura, as artes, a literatura e seus literatos, que são muitos.

O presidente da AGRAL, disse ainda: “Esta região sulbaiana é uma das únicas do país que tem uma literatura própria. Disse que traços artístico-literários que temos aqui, fruto da Civilização do Cacau, fruto da Cultura Cacaueira, nos fizeram únicos. E que, por sua vez, Sosígenes Costa, Adonias Filho, Euclides Neto, Jorge Amado, dentre outros, trataram de divulgá-lo mundo afora”.

Na oportunidade, Samuel Leandro fez uma homenagem aos confrades-fundadores: Ivann Krebs Montenegro, Cadeira 10, o primeiro presidente da “Casa das Letras Sulbaiana”, o acadêmico Vercil Rodrigues, Cadeira 1; Washington Cerqueira, Cadeira 3; Antônio Costa (in memoriam), Cadeira 8; Jorge Carrilho, Cadeira 7; José Carlos Oliveira, Cadeira 4 e Ramiro Aquino, Cadeira 9, presidente de 2019/2021. E ainda, agradeceu aos membros da AGRAL pela confiança nele depositada, para que leve à frente o ideal, o sonho e o trabalho dos que o antecederam, e logo em seguida apresentou os acadêmicos/acadêmicas que formam a sua equipe de trabalho para o biênio 2021/2023.

E mais, apresentou propostas de estreitar os laços com a Universidade Estadual de Santa Cruz, junto ao Curso de Especialização em Gestão Cultural, o Núcleo de Artes da UESC, ao Núcleo de Estudos Afrobaianos (Kàwé), ao Museu Vitrine das Artes Visuais e ao PROLER, bem como de estreitar laços com a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), academias de letras coirmãs, além de interagir diretamente com a educação básica do município de Itabuna, no intuito de promover, com apoio da iniciativa privada local concurso literário.

Em continuidade a emocionante e fraterna reunião, deu-se o lançamento do livro intitulado “Poemas não Dormem” da confreira Zélia Possidônio e declamação de poesias pelo confrade Jailton Alves e pela convidada Wynnie Possidônio.

Na 

Na segunda-feira, 5/4, às 18 horas na Catedral São José, centro de Itabuna, como parte da comemoração dos 10 anos, aconteceu com as presenças de acadêmicos e convidados, uma missa de agradecimentos pelo aniversário de fundação e vida da AGRAL.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito