i

i

CVR1

CVR1

PRF

PRF

cm

cm

Adsense




Prefeitura recebe representantes dos catadores e reafirma destinação do lixo ao aterro


Uma comissão de secretários municipais designada pelo prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), reafirmou nesta terça-feira, dia 11, a um grupo de representantes dos catadores do lixão que é irreversível a destinação dos resíduos sólidos ao aterro certificado pelos órgãos ambientais no Km 21,5 da rodovia BR-415, Jorge Amado, trecho Ilhéus – Itabuna. Os catadores fizeram um protesto em frente ao Centro Administrativo Firmino Alves. 

(Saiba Tudo, Click Abaixo)





Sob a coordenação da secretária de Planejamento, Sônia Fontes, os secretários municipais disseram aos representantes dos catadores que a Prefeitura, sob a liderança do prefeito Augusto Castro, tomou a decisão acertada de cumprir a legislação, especialmente o Marco do Saneamento, passando a utilizar o aterro sanitário para disposição dos resíduos sólidos. Este foi o primeiro encontro, depois da tentativa de cadastramento das famílias que atuam no lixão pela Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza.


“No encontro de hoje, fechamos um acordo em relação ao cadastro e ao fornecimento de cestas básicas e aluguel social pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Promoção Social, e bolsa de R$ 700,00 pela CVR Costa do Cacau em atendimento ao pedido do prefeito”, declarou aos jornalistas o secretário de Infraestrutura e Urbanismo, Almir Melo Jr. Além disso, a associação de catadores será destinado um galpão, esteira separadora e prensa, cinco bicicletas e instalação de 10 ecopontos.


Sobre os animais que viviam no lixão, o secretário esclarece que a Agência de Defesa Agropecuária (ADAB) foi acionada para que tome as providências necessárias. A preocupação se refere ao fato de os animais estarem contaminados com metais pesados como chumbo, mercúrio, etc., e serem fontes de disseminação de doenças caso sejam consumidos pela população.

Emerson Ferreira dos Santos e Osvaldo Silva dos Santos, representantes das famílias que trabalhavam no lixão, disseram que iriam conversar com os demais membros do grupo para recomeçar com a nova alternativa de renda oferecida pela Prefeitura. “A decisão precisa beneficiar a todos e estamos acreditando que isso acontecerá,”, resumiu.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito