i

i

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Prefeitura de Itabuna discute o retorno presencial de aulas na rede escolar

O plano de retorno gradual das aulas foi tema da reunião das secretárias de Educação, Janaína Araújo, e de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, no Centro de Formação e Tecnologia Municipal (NTM), na tarde de ontem, dia 16. O encontro promovido pela Prefeitura de Itabuna contou com a participação de representantes da comunidade e das redes de educação pública e particular. Representantes do Movimento Volta às Aulas Itabuna, dos gestores de educação da rede particular, Conselho Municipal de Educação e do Sindicato do Magistério Público de Itabuna (Simpi) e os vereadores Israel Cardoso e Dando Leone estiveram presentes ao encontro no NTM.

(Saiba Tudo, Click Abaixo)



Os principais desafios, obstáculos e possíveis planejamentos para que as aulas retornem no município, seguindo protocolos e medidas restritivas contra a Covid-19 foram debatidos. Há mais de um ano e meio que as escolas de Itabuna aderiram ao ensino a distância (remoto) por recomendações do Ministério da Saúde com a chegada da pandemia.

A secretária Lívia Mendes falou das preocupações para este momento, lembrando que há duas semanas temos 100% de ocupação dos leitos de UTI Covid na cidade. “Há uma nova onda de casos da doença em que o público jovem é a parcela da população acometida. Entendemos a necessidade de um retorno gradual das aulas, temos boa parte dos servidores da educação vacinados, mas precisamos da compreensão e conscientização da população sobre a gravidade do cenário atual”, afirmou.

Já a secretária Janaína Araújo também evidenciou os desafios para um possível retorno presencial das aulas com adequações. “Estamos indo presencialmente às escolas para avaliar as condições do retorno. Nosso posicionamento é coletivo. Então, precisamos avaliar a demanda das escolas públicas e privadas e se há critérios necessários para garantir a segurança de alunos, professores e do pessoal de apoio”, declarou.



Após o encontro, a proposta de protocolo para o retorno às aulas presenciais será enviada ao Conselho Municipal de Educação e, posteriormente, à Secretaria de Saúde para contribuição e adequação das medidas sanitárias. Por fim, para a Secretaria Municipal de Educação para possíveis encaminhamentos e avaliações junto aos representantes das escolas e ao Simpi.


0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito