i

i

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Secretaria de Promoção Social já entregou 5 mil cestas básicas em Itabuna


A Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza – SEMPS da Prefeitura de Itabuna entregou nesta quinta-feira, 15, mais uma lote de cestas básicas na cidade. No total já foram entregues cerca de 5 mil cestas básicas no município. Hoje, a secretária Andrea Castro entregou os donativos nos CRAS I e II, CRAS CÉU e no Teatro Candinha Dórea. O trabalho faz parte das ações do governo Augusto Castro (PSD), de amparo e assistência às pessoas em vulnerabilidade social e extrema pobreza.    (Saiba Tudo, Click Abaixo)

 
As famílias beneficiadas foram cadastradas na SEMPS, assistidas pelos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), instituições municipais, ex-catadores do lixão, demandas espontâneas e a classe artística. De acordo com a titular da pasta, as ações visam suprir a carência alimentar dessas famílias.


“Entendemos que a população estava muito desassistida e com o plano desenvolvido pela Prefeitura e executado pela Secretaria de Promoção Social estamos suprindo essa carência alimentar e executando ações de combate à pobreza, especialmente nesse momento de pandemia”, disse a secretária Andrea Castro.

Para dona Daiane Conceição da Silva, desempregada, mãe de cinco filhos, moradora do bairro Urbis IV, o alimento chegou no momento oportuno. “Eu agradeço muito ao prefeito Augusto Castro e a secretária Andrea Castro por essa cesta. Estava precisando demais desses alimentos”, disse, emocionada.

Auxílio Emergencial

Também está sendo executado  pela Secretaria de Promoção Social o programa ‘Auxílio Emergencial Itabuna’, com o pagamento em três parcelas no valor de R$100,00 às famílias em situação de vulnerabilidade social e que estão vivendo em estado de extrema pobreza. Cerca de 500 pessoas já receberam duas parcelas e em torno de 300 pessoas receberão a primeira parcela do auxílio.

Criado por meio da Lei Municipal nº 14.364, de 8 de abril de 2021, e custeado com recursos próprios da Prefeitura, o programa emergencial tem como pré-requisitos que as famílias tenham renda mensal de R$ 89,00 por pessoa, não estejam sendo atendidas por programas sociais e cujo grau de vulnerabilidade tenha sido comprovado.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito