i

i

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Prefeitura, MP-BA e ADAB debatem melhoria na vendas de carnes em Itabuna.


As irregularidades no armazenamento e venda de carnes no Centro Comercial de Itabuna, principal centro de abastecimento da cidade, foram tema de encontro na quarta-feira, dia 18, no Centro Administrativo Firmino Alves. Secretários municipais e representantes da ADAB se reuniram com o promotor de Justiça Rafael Phiton. A representação regional do Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou ao governo municipal que adote providências para que carnes de bovinos, suínos, ovinos e de aves sejam comercializadas de acordo com os padrões sanitários. 

(Saiba Mais, Click Abaixo)





O encontro foi proposto pela Diretoria da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde diante da atual situação encontrada no Centro Comercial. O promotor Rafael Phiton havia estipulado prazo de 30 dias para que o município apresentasse um cronograma de medidas para amenizar a situação do mercado de carnes do Centro Comercial. 


RISCOS À SAÚDE

Situação também das feiras dos bairros Califórnia e São Caetano

A diretora de Vigilância em Saúde, Maristella Antunes, destacou a importância do diálogo com os feirantes como essencial. “Vamos traçar metas e ações educativas, inclusive sobre saúde pública. Nosso objetivo é orientar os comerciantes da importância da higienização sem que haja prejuízo ao comércio”, afirmou.  

Antes da feira do Califórnia

 
Ela inclusive demonstrou que o consumo de carnes de animais abatidos sem higiene e exposta ao calor e a sujeira pode provocar uma série de prejuízos à saúde dos consumidores, dentre elas brucelose e cisticercose, além das infecções e intoxicações alimentares.

Foto ilustrativa

Durante o encontro, os secretários municipais propuseram melhorias que podem contribuir para que a qualidade das carnes vendidas seja melhorada. Dentre as medidas sugeridas pelo secretário  de Infraestrutura e Urbanismo, Almir Melo Jr, está a reforma no Mercado, onde os feirantes acondicionam o produto. 


MÉDIO PRAZO


Para a secretária de Planejamento, Sônia Fontes, o Ministério Público deve caminhar junto ao município para solucionar o problema. “Todos precisamos estar unidos para manter os alimentos comercializados dentro dos padrões legais”, frisou.  “Não podemos cruzar os braços. A Prefeitura vai tomar medidas de curto e médio prazos para amenizar os problemas da venda e armazenamento da carne,” disse o secretário de Governo, Josué Brandão Júnior. 


O representante da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), em Itabuna, Renato Conceição de Sena, sugeriu que fosse criada uma associação que organize o setor de vendas de carne, para que seja possível conseguir financiamento para a categoria junto ao Governo do Estado. 


“Somos a favor também que a Vigilância retorne com o selo de Inspeção Sanitária da carne”, alertou o diretor da ADAB. O comércio  de carnes em Itabuna sempre foi fiscalizado pela Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde, inclusive,  com orientações  sobre o acondicionamento correto.


A reunião contou com a participação dos secretários municipais de Saúde,  Lívia Mendes Aguiar; Almir Melo Jr, de Infraestrutura e Urbanismo; Sônia Fontes, do  Planejamento; Mariana Alcântara, de Segurança e Ordem Pública e Ricardo Xavier, de Indústria, Comércio,  Emprego e Renda, e de Governo, Josué Brandão Júnior. 


Também participaram o subprocurador-geral do Município, Cláudio Góes, do procurador Administrativo, Antônio José Brandão Calhau, além do diretor regional da Agência Estadual de Defesa Agropecuária, em Itabuna, Renato Conceição de  Sena, e da  diretora de Meio Ambiente da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Cilene Nascimento.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito