i

i

pmi

AG

AG

câm

câm

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Itabuna- Profissionais de Saúde são treinados por Médicos Sem Fronteiras


A Organização Médicos Sem Fronteiras (MSF), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, promove uma capacitação a distância sobre saúde mental em situação de emergência e desastres para cerca de 500 profissionais da Atenção Primária à Saúde. Itabuna foi um dos municípios escolhidos por causa da enchente que devastou parte da cidade, deixando milhares de famílias em situação de vulnerabilidade, no final do ano passado. 

(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)





O coordenador de projeto de MSF Bruno Cardoso informou que durante o treinamento, a ONG compartilha com os profissionais da rede pública a experiência de seus profissionais no tipo de atendimento em situações de catástrofes e crises humanitárias. “Isso contribui com a resposta psicossocial nas áreas mais afetadas pelas cheias, como foi o caso de Itabuna”, lembrou. 



Bruno explicou que a estratégia de Respostas de Saúde Mental e Apoio Psicossocial em Emergências e Desastres usada no treinamento é uma das ferramentas que a MSF aplica em seus projetos ao redor do mundo. Ele lembra que famílias afetadas pelas cheias ainda sofrem sérias consequências mesmo aquelas que já voltaram para casa, retomam suas vidas e ainda precisam lidar com os traumas e os medos provocados pela tragédia.

A apoiadora do Departamento da Educação Permanente na Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde, Dayse Santos, ressaltou a importância do treinamento por contribuir para identificar a demanda dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente e dos usuários.  “Agentes comunitários de saúde, médicos, enfermeiros e psicólogos treinados conseguirão referenciar pacientes que necessitem de atendimento em saúde mental”, assegurou. 

No treinamento aprende a importância de ouvir o outro e já tem ideias de como estimular a população a falar e elaborar os sentimentos. “Vamos tentar promover rodas de conversa e oficinas com o apoio da universidade  para as vítimas”,  afirmou. A capacitação virtual foi iniciada no dia 21 de fevereiro passado.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito