i

i

pmi

câm

câm

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Prefeitura de Itabuna concede 33,24% de reajuste aos professores municipais


“O nosso governo jamais vai seguir o passado na área da Educação”. Com essa frase o prefeito Augusto Castro (PSD) encerrou o encontro em seu Gabinete no Centro Administrativo Firmino Alves com os dirigentes do Sindicato do Magistério Público Municipal de Itabuna (Simpi), no final da tarde de ontem, dia 10. Ao final, foi concedido o reajuste de 33,24%  aos  professores da Rede Municipal de Ensino. Os 1.110 professores nível II e IIII passam a receber o novo piso a partir de abril, enquanto os 150 profissionais de nível I terão os novos valores com o retroativo dos três meses de janeiro, fevereiro e março.

(Saiba Tudo, Click no Ícone Abaixo)







O prefeito Augusto Castro lembrou que houve greves de professores que atrapalharam muito o ensino e prejudicaram os alunos em gestões passadas. “Além do aumento de 33,24%, conseguimos avançar no atendimento da pauta do Sindicato com a reserva técnica da educação infantil de forma administrativa e sem a necessidade de os profissionais irem ao extremo da greve”, disse Castro.

Para o secretário municipal de Fazenda e Orçamento, Davi Dultra, a gestão austera da atual administração possibilitou ao Governo do município que chegasse ao teto do Piso Nacional do Magistério. “Vamos buscar, dentro da austeridade fiscal, os caminhos necessários para o governo Augusto Castro continuar a valorização do professor e da rede de ensino do município”, afirmou.

A secretária de Educação, Janaína Araújo destacou que, além da equiparação do Piso Nacional e a reserva técnica, ainda foi concedido o pagamento de periculosidade aos professores que estão trabalhando nas classes prisionais. “O prefeito Augusto Castro mostrou respeito com a categoria. Temos dialogado com os profissionais da educação através do sindicato e esse diálogo tem contribuído para as conquistas da categoria”, salientou a secretária.

Já a presidente do Simpi, Carminha Oliveira, disse acreditar que a categoria aprove em assembleia o que foi discutido no encontro entre o sindicato e o Governo municipal. “A gente acredita que os professores passam a somar junto com o sindicato e aprove essa pauta que foi amplamente discutida com o prefeito e seus secretários”, atestou.

Também acompanharam a reunião, o secretário de Governo, Júnior Brandão, o subprocurador-geral do município, Cláudio Góes, e o Controlador-Geral do Município, Nadilson Esteves. Pelo Simpi, a professora Maria São Pedro, diretora Tesoureira; Antônio da Lapa, advogado da categoria e os professores representantes da base Cláudia Guerreiro, Mônica Gonçalves, Gilcelia Silva, Edjaldon Vieira e Idelia Batista.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito