i

i

pmi

câm

câm

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Servidores prestam homenagens póstuma a servidora da Câmara Manuela


O domingo (06) marcou o sétimo dia da morte da servidora pública e estudante de Psicologia Manuela Weberling Carvalho, integrante do quadro funcional da Câmara de Itabuna. Dois dias antes, os colegas de trabalho uniram-se a familiares dela, para uma homenagem póstuma à moça, vítima de infarto, aos 38 anos. Por ironia do destino, o local escolhido foi a Biblioteca Municipal Plínio de Almeida, ao lado do Legislativo. Aqui falamos em ironia, porque Manuela era uma leitora contumaz – do tipo capaz de ficar até a madrugada compartilhando conhecimento adquirido nas páginas de um livro.

(Saiba Tudo, Click no Ícone Abaixo)





O momento, carregado de saudade, foi aberto pela servidora Albenice Rosa e teve o canto emocionado de Tainá Araújo, acompanhada ao violão por Isaque Coutinho. O clima predominante ressaltava a importância de mais fraternidade e valorização de cada momento. Afinal, o fim da vida é uma interrogação.



Junto com os servidores, estavam a mãe de Manu, Ivone Maria Weberling Carvalho; o pai, Manoel Carvalho Filho; a irmã, Andrea Weberling Carvalho, além dos tios Paulo Nascimento de Carvalho; Erontilde Maria de Carvalho; Marilene Ferreira da Luz Alencar, mais os amigos Miriam Farias e Carlisman dos Santos.

“Manu era amável, doce, prestativa. Se preciso fosse, despia sua roupa para dar ao próximo; ela foi uma princesa. Agradecemos a Deus por ter nos dado esse presente; vamos guardar os bons momentos no coração”, afirmou a tia Marilene.

Albenice, há 35 anos servidora da Câmara, conclamou: “Vamos nos amar mais, nos abraçar mais, essa reflexão é para agora”. O líder católico William Souza completou: “Vamos valorizar o outro, olhar no olho, retribuir todo amor; quando trabalhamos em grupo, nosso barulho ressoa mais. E levar no coração o que Manu deixou de bom”.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito