i

i

pmi

câm

câm

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




A SMS de Itabuna divulga calendário vacinal da última semana de abril


A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Rede de Frio do Departamento de Vigilância em Saúde, divulga calendário de vacinação que contempla a última semana de abril em Itabuna. Para a vacinação contra o Covid-19 nas Unidades Básicas e  de Saúde da Família a primeira, segunda e terceira dose contra  será aplicada desta segunda a quinta-feira, das 8 às 11 e das 13 às 16 horas. 

PRIMEIRA DOSE-  Para a primeira dose, o público maiores de 12 anos. A documentação é o RG, CPF ou cartão do SUS e comprovante de residência.
Veja todo calendário da vacinação e faixa etária.
(Click no Ícone Abaixo)




SEGUNDA DOSE 

Para a segunda dose, o público são as pessoas que estão com data de retorno até o dia 29/04 para uso das vacinas 
Coronavac  Oxford ou Pfizer.
Vale destacar que está liberado para todos os serviços a antecipação da 2ª dose Pfizer para 60 dias. A documentação é o RG, CPF ou cartão do SUS, comprovante de residência e cartão com registro da primeira dose. 

TERCEIRA DOSE 

Para a terceira dose, serão imunizadas pessoas maiores de 18 anos com conclusão do esquema vacinal há mais de 4 meses (a partir da data da segunda dose).


DOSE DE REFORÇO JANSSEN,  

Nas UBS e USF, pessoas maiores de 18 anos, que tenham um intervalo entre 2 e 6 meses após a primeira aplicação já podem receber sua dose de reforço da vacina Janssen. 

A documentação necessária é o RG, CPF ou Cartão do SUS, Comprovante de Residência e cartão de vacina com registro das doses anteriores.

QUARTA DOSE 

Também desta segunda a quinta-feira, dia 28, será aplicada a quarta dose contra o  Covid-19 nas Unidades Básicas e de Saúde da Família.

O público-alvo pessoas vivendo com HIV,  pessoas em tratamento oncológico, pacientes transplantados (medula ou órgãos sólidos)

Além destes, pessoas em
tratamento imunossupressor (autoimunes como Lupus, artrite
reumatoide Doença de Crohn,
anemia hemolítica, espondiloartrites, artrite psoriásica, esclerose sistêmica (esclerodermia), síndrome de Sjögren, miopatias inflamatórias e as vasculites) 
e idosos maiores de 80 anos.

A documentação é o RG, CPF ou Cartão do SUS, cartão de vacina
com registros anteriores.

VACINAÇÃO INFANTIL 

Esta semana, a vacinação infantil acontece na quarta-feira, dia 27 , na Rede de Frio, em anexo à UBS José Maria de Magalhães Neto, Centro (Antigo SESP) das 8 às 11 e das 13 às 16 horas.

São imunizadas crianças com comorbidade/deficiência permanente de 5 a 11 anos com a Pfizer Pediátrica. Já as crianças sem comorbidade serão vacinadas aquelas de 5 a 11 anos com a vacina da Pfizer Pediátrica e de 6 a 11 anos com a vacina da Coronavac ou Pfizer Pediátrica. 

SEGUNDA DOSE CRIANÇAS

Crianças de 6 a 11 anos sem comorbidade que foram imunizadas com a Coronavac e completaram os 28 dias da primeira dose, já poderão receber a segunda aplicação. E também, crianças de 5 a 11 anos que receberam a vacina Pfizer também já podem receber sua segunda dose após completar o prazo de 60 dias. 

Algumas ressalvas precisam ser seguidas na imunização deste grupo infantil como a apresentação de um documento da criança e do cartão de vacina infantil. Para crianças com comorbidade, deverá ser apresentado também o relatório médico que ficará retido. Ademais, a criança deverá ser acompanhada pelos pais ou responsáveis (no caso de não ser os pais, o responsável deverá levar uma cópia do documento do pai ou da mãe e autorização por escrito assinada). Os pais ou responsaveis deverão apresentar documento pessoal com     foto.

Outro ponto é que a criança não pode ter sido imunizada com qualquer outra vacina nos 15 dias anteriores. Os pais poderão optar qual a vacina para as crianças sem comorbidade de 6 a 11 anos (Coronavac ou Pfizer Pediátrica). Já para àquelas com 5 anos e àquelas com comorbidade, a orientação é a Pfizer Pediátrica. 

As doenças que são consideradas comorbidades são Diabetes mellitus; Pneumopatias crônicas graves; Doenças Cardiovasculares; Doenças cerebrovasculares; Doença renal crônica; Imunossuprimidos; Hemoglobinopatias; Obesidade mórbida; Síndrome de Down e Cirrose hepática. Já as deficiências permanentes consideradas prioridades são a Auditiva, visual, física e intelectual (crianças autistas estão inclusas nesta última categoria).


*CAMPANHA DE VACINAÇÃO DA INFLUENZA E TRÍPLICE VIRAL* 

A Campanha de Vacinação da Influenza (gripe) e Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola acontece nas Unidades Básicas e de Saúde da Família e as vacinações ocorrem em paralelo à vacinação contra a Covid-19. 

Nesta semana, a vacinação acontece de segunda a quinta-feira, das 8 às 11 e das 13 às 16 horas. Neste primeiro momento, para a vacinação da Influenza que ocorre de forma escalonada, o público-alvo são idosos maiores de 60 anos e trabalhadores da Saúde.

Já para a vacinação da Tríplice Viral, nesta primeira fase,  o grupo são profissionais de Saúde. A documentação necessária para vacinação da Influenza e Tríplice Viral é o RG, CPF ou Cartão do SUS, cartão de vacina com registros anteriores.

Além disso, são ressaltadas algumas informações importantes a exemplo da apresentação de documento de comprovação de vínculo ativo, tais como: contracheque atual e documento oficial com foto; carteira de trabalho, carteira do conselho, etc.

Trabalhadores de saúde: veterinários, odontólogos, auxiliar de saúde bucal, farmacêuticos, atendentes de farmácia, psicólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas, educador físico, assistente social, estudantes de saúde que estejam estagiando em serviços de saúde.

AÇÃO DE VACINAÇÃO REDE DE FRIO

Nesta semana, a Rede de Frio realizará ação de repescagem para vacinação da Influenza e Tríplice Viral. 

Na terça-feira, dia  26, das 10 às 15 horas, a Rede de Frio realiza imunização da Influenza e Tríplice Viral para repescagem dos trabalhadores de Saúde da Vigilância em Saúde, Atenção Primária, Média e Alta Complexidade, Central de Regulação e Secretaria de Saúde que não conseguiram se imunizar nas semanas anteriores. 

A documentação necessária é o RG, CPF ou Cartão SUS e cartão de vacina com o registro vacinal. É necessário também apresentar documento de comprovação de vinculo ativo,  tais como: contracheque atual e documento oficial com foto; carteira de trabalho, carteira do conselho, etc.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito