i

i

pmi

AG

AG

câm

câm

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Programa Melhor em Casa em Itabuna Aumenta equipe multidisciplinar

A coordenadora do Programa Melhor em Casa, em Itabuna, Nathana Fonseca Piloto está animada com a chegada de mais uma integrante à equipe multidisciplinar para o atendimento domiciliar pelo Sistema Único de Saúde (SUS).  “Além da dentista Milena Félix, temos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta, assistente social, fonoaudiólogo e nutricionista”, comemora.

(Saiba Tudo, Click no Ícone Abaixo)



O Melhor em Casa é um programa criado pelo Governo Federal e desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Itabuna que leva atendimento domiciliar a pessoas com necessidade de reabilitação motora, doenças crônicas sem agravamento em situação pós-cirúrgica, aplicação de medicamentos venosos, bem como vítimas de AVC recente e aqueles em risco de infecção hospitalar.  



“Um dos principais benefícios do programa é a humanização do atendimento de pacientes em casa, o que resulta no baixo custo e numa maior disponibilidade de leitos hospitalares em Itabuna”, ressalta a coordenadora.  Atualmente cerca de 70 pacientes, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos, são assistidos pelo Programa  Melhor em Casa sem custos para as famílias. 

A odontóloga Milena Félix, que se juntou à equipe em março passado, conta que esta tem sido uma das maiores e melhores experiências de sua vida profissional, por poder levar uma melhor qualidade de vida às pessoas acamadas. Ela atende uma média de seis pacientes por dia num tratamento que, segundo ela, não é tão simples. “É a Odontologia diferenciada e humanizada”, acrescentou.

Milena  explicou que a combinação de equipamentos portáteis modernos e técnicas específicas, permitem que a maior parte dos procedimentos no domicílio seja realizada como se estivesse no consultório. O maior público desse tipo de atendimento são idosos, portadores de necessidades especiais impossibilitados de se adaptarem ao consultório e pacientes hospitalizados.

Uma das maiores dificuldades de implantação das ações odontológicas nessa situação, conforme a profissional, é a falta de conhecimento específico dos cuidadores e familiares em relação à higienização bucal. “A família tem um papel fundamental para o sucesso do tratamento, com a higiene bucal diária e após cada refeição”, reforçou.

Para concluir, Milena pede “aos anjos que construam hospitais para almas sofredoras e, enquanto não o fazem, construiremos para elas um palácio de sonhos, onde o atendimento a quem tanto precisa seja mais humanizado em todos seus segmentos”, filosofou.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito