i

i

pmi

AG

AG

câm

câm

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




SETTRAN inicia a vistoria da frota de cerca de 700 mototaxistas de Itabuna


A Prefeitura de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SETTRAN), iniciou na segunda-feira, dia 20, a vistoria da frota de mototáxis atualmente em operação.  Ao todo são cerca de 700  motos serão inspecionadas, das 8 às 14 horas,no pátio da  SETTRAN até o dia 14 de julho. Entre os critérios avaliados para que a motocicleta faça o transporte regular de passageiros estão os documentos do condutor e da moto,  as condições físicas do veículo, que precisa estar com a placa,  faróis e faixas refletivas em pleno funcionamento. Além disso, o mototaxista deve portar o colete que o identifica para a função e capacete amarelo com a numeração do respectivo Alvará. 

(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)



“ Nosso objetivo é  ter  um condutor fiscalizado e acompanhado pela Secretaria. Por isso, é necessário que todos compareçam”, frisou o secretário municipal de Transportes e Trânsito, Thales Silva.


 
Já o  diretor de Transporte da SETTRAN, Wellington  Santana, informou que  se o  condutor estiver com pendências em algum dos pré-requisitos,  terá prazo de 15 dias para  retornar ao pátio da SETRAN. “ O que ele não pode, é deixar  de comparecer à vistoria”, reforçou.
 
Ele falou ainda que haverá um Chamamento Público para os mototaxistas que faltarem à vistoria.  Caso não se apresentem no prazo estabelecido, poderão ter o  Alvará cassado.  “ A vistoria  é fundamental para  a segurança dos condutores e dos passageiros que utilizam o serviço”, disse o  diretor de Transporte, Wellington  Santana. 

Neste ano, a SETTRAN já realizou as vistorias da frota de táxis, carros de som e do transporte escolar, obedecendo a um calendário estipulado, inclusive com a publicação das datas e horários no Diário Oficial do Município.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito