EXPOITA

EXPOITA

Frigobom da Av, Ilhéus

Frigobom  da Av, Ilhéus

EXPOITA 2017

EXPOITA 2017

Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



Frente promove ato em defesa da Petrobras e

pré-sal ameaçados pelo projeto de lei de José Serra


O deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB-Ba) discursou hoje (25/02) no 
plenário da Câmara e, na condição de vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa da 
Petrobras, registrou “com enorme tristeza” a votação que ocorreu ontem no Senado, 



flexibilizando a condição da Petrobras como operadora única do pré-sal. Conclamou senadores, deputados, movimentos sociais e sindicatos para um “grande movimento nacional em defesa da Petrobras e do pré-sal”, para a próxima quarta-feira, 2 de março, 10 horas, na Câmara dos Deputados. 
O projeto aprovado no Senado segue agora para votação na Câmara. O deputado acusou a mudança proposta pelo senador José Serra de “entreguista” e que a votação no Senado foi “uma derrota para as conquistas nacionais”. Disse ainda que o tucano está a serviço das multinacionais: “Os seus contatos e articulações com a multinacional Chevron  já 
foram amplamente denunciados pela imprensa”.
Davidson Magalhães denunciou ainda que a mudança implicará na perda da verba social (50%) da exploração oriunda do pré-sal, conforme vigora atualmente: “A mudança 
proposta pelos tucanos abre o setor do pré-sal às multinacionais, num momento de crise econômica e de dificuldade da área do petróleo, “e isto significa vender ativos da companhia a preço de banana”. 
Argumentou que a Petrobras tem dado demonstração de recuperação e lucro na produção, “batendo todos os recordes”. Reafirmou que a crise não é apenas da Petrobras mas de “todas as grandes petroleiras do mundo devido à queda do preço do petróleo  no mercado internacional”.
E finalizou afirmando que a permanência da exploração única da Petrobras no pré-sal 
garante que os recursos venham para a educação e saúde “mas também  significa preservar 
nossa riqueza, o petróleo, patrimônio do povo brasileiro”.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito