EXPOITA

EXPOITA

Frigobom da Av, Ilhéus

Frigobom  da Av, Ilhéus

EXPOITA 2017

EXPOITA 2017

Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



Ilhéus- Portal da transparência do município passa a disponibilizar informações


 O Município de Ilhéus deu mais um importante passo para se consolidar entre as cidades baianas com melhor índice de transparência governamental. Esta semana, a administração passou a disponibilizar em seu Portal da Transparência (http://transparencia.ilheus.ba.gov.br/), todos os contratos firmados pelo município, e agora cumpre todos os itens observados na Lei de Transparência sobre a publicidade dos dados públicos.


Segundo o titular da Secretaria de Administração, Ricardo Machado, responsável pela atualização dos dados, com essas informações a Prefeitura preenche todos os requisitos considerados importantes pelo Ministério Público Federal, que no fim do ano passado divulgou o resultado de uma pesquisa elaborada pelo órgão sobre transparência. “Todos esses avanços foram determinados pelo prefeito Jabes Ribeiro e o município continuará envidando esforços para que a transparência prossiga sendo peça chave dessa gestão”, salientou Machado.
 A pesquisa avaliou como o ente municipal coloca à disposição da população informações relativas à administração de recursos e à publicidade de todos os seus atos. Ilhéus cumpriu 13 dos 16 itens considerados importantes, se classificando em sétimo lugar com melhor transparência governamental do estado da Bahia e o 11º lugar a nível nacional. Quando levado em consideração apenas os municípios com mais de 100 mil habitantes, o município ficou em primeiro lugar.
 Lançado em 2014, o Portal da Transparência de Ilhéus disponibiliza em tempo real o fluxo de caixa dos cofres municipais, apresentando receitas e despesas assumidas pela gestão, em forma de gráficos que permitem fácil compreensão, incluindo os salários de todos os servidores municipais.
 O site oficial também conta com espaço destinado a Ouvidoria Geral do Município. Na pesquisa, divulgada no final do ano passado, o município cumpriu ainda dois itens não obrigatórios, mas considerados como “boas práticas” pelo MPF: a disponibilização dos valores de salários de todos os servidores e agentes públicos vinculados à administração e dos beneficiários de valores de diárias, além de seus destinos e objetivos das viagens.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito