CAMP. CÂMARA - 2017

CAMP. CÂMARA - 2017

DIVINO FOGÃO DE ITABUNA

Adsense




Paulo Bicalho orienta agentes comunitários sobre cartão virtual


Orientar agentes comunitários de saúde que lidam diretamente com famílias assistidas pela Rede da Atenção Básica em Itabuna sobre o novo modelo de cartão virtual municipal a ser implanto a partir do próximo dia 1º. de agosto. Este foi um dos principais objetivos de um treinamento realizado na manhã desta segunda-feira, dia 25, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).


A orientação foi dada pelo coordenador de módulos da Atenção Básica, Dino Cézar Rodrigues Passos, que inicialmente destacou a importância do novo cartão virtual para o atendimento na rede pública de saúde, os benefícios que trará à população, o passo a passo para a implantação e como o agente comunitário pode ajudar às famílias a terem seu cartão que é individual e intransferível.
O coordenador informou aos profissionais que o cartão será feito à medida que o paciente necessitar de atendimento em qualquer Unidade Básica de Saúde. Reforçou a importância da apresentação de documentos de identidade como o RG, CPF e o comprovante de residência, quando for à consulta.
Caso a família não tenha uma conta de luz ou água em seu nome, poderá solicitar uma declaração do agente comunitário comprovando que reside no endereço indicado. “A participação do agente comunitário será mais do que importante e necessária nesse novo processo para a atualização do banco de dados da população na rede municipal de saúde”, frisou Dino César.
Já o secretário municipal de Saúde, Paulo Bicalho, explicou que o novo cartão virtual municipal será uma importante ferramenta para o aumento de cotas para exames dos pacientes de Itabuna no Sistema Único de Saúde (SUS) e nas Unidades Básicas de Saúde do município. “O aumento na oferta desses serviços só será possível com a eliminação do excesso de cartões cadastrados atualmente em Itabuna”, disse Bicalho.
Segundo ele, os ajustes que estão sendo realizados permitirão que os recursos destinados a consultas e exames, a exemplo de endoscopia, eletrocardiograma, tomografia, ressonâncias magnéticas e outros, aumentem em torno de 30% na oferta dos serviços, “o que significa aumento de cotas, mais pessoas atendidas e uma comunidade bem assistidas em seus anseios”, concluiu.
_____________________

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito