Adsense

DIVINO FOGÃO ITABUNA

DIVINO FOGÃO ITABUNA



Emtran cumpre legislação que exige a obrigatoriedade do videomonitoramento das aulas de direção veicular


Técnicos do Grupo Criar de Ribeirão Preto – SP, uma empresa especialista em Tecnologia de Trânsito), instalaram câmeras de videomonitoramento nos dois veículos do Centro de Formação de Condutores (CFC), da  Escola Municipal de Trânsito (Entram), destinados à realização das aulas práticas de direção veicular dos alunos interessados na habilitação categoria “B” para direção de automóveis. 



O trabalho foi realizado na sede da Secretaria Municipal de Segurança, Transporte e Trânsito (Sesttran), e evita fraudes em todo o país, uma vez que os registros das aulas são incorporados à documentação avaliada pelo Detran.
Com a medida, a Emtran atende às exigências das Portarias, Nº. 238/2014 do  Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e à Nº.355/2016 do Detran-Ba, que determinam a obrigatoriedade deste serviço para os CFCs, que deverá ser implantado agora  e será monitorado pelo Detran-Ba.
O secretário Cláudio Dourado ressalta que várias medidas, desde o início da atual gestão vêm sendo tomadas, no sentido de dotar a Emtran com os equipamentos exigidos pela legislação vigente, para o setor. Como exemplo de investimentos realizados ele cita a aquisição de um simulador eletrônico de direção veicular, das câmaras de videomonitoramento nos veículos e motos novas – já adquiridas e prestes a serem entregues à Escola.
O consultor técnico do Grupo Criar, Erick Carvalho, ressalta que “o sistema permitirá o monitoramento das aulas práticas em tempo real através de fotos e da telemetria, facilitando assim o registro diário da presença do Instrutor e do aluno, bem como do cumprimento da carga horária obrigatória das aulas práticas, com o preenchimento de relatórios de avaliação eletrônicos, detalhamento do percurso realizado, do comportamento do aluno e do conhecimento das normas de trânsito”.
A Coordenadora Pedagógica da Emtran, Elizângela Montes, explica que “tudo isto contribuirá para eliminar possíveis fraudes no processo de habilitação dos condutores, além de propiciar um acompanhamento mais eficaz das atividades práticas de direção, permitindo a moralização do setor.”






0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito