i

i

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Legislativo de Itabuna traz Resolução com normas contra Covid-19

 
Frente ao aumento nos casos de coronavírus e à alta ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a Câmara de Itabuna oficializou um conjunto de medidas de prevenção. Através da Resolução Normativa 001/2021, assinada pelo presidente Erasmo Ávila (PSD) e primeiro secretário Israel Cardoso (PTC), estão expostas providências da Mesa Diretora. A primeira determinação é que seja vedada a entrada de visitantes nas dependências da Câmara. Assim, o acesso é restrito “exclusivamente aos Parlamentares, servidores, colaboradores e empregados das empresas terceirizadas, prestadoras de serviço à Câmara”.

(saiba Mais, Click Abaixo)



A decisão deixa claro, ainda, que “as sessões plenárias não poderão ser abertas ao público”, bem como está vedada a realização de eventos de terceiros naquele espaço. Para cada vereador, inclusive, fica estabelecido que deverá permitir que apenas um assessor ou chefe de gabinete tenham entrada no Legislativo. Tais providências, vale lembrar, têm o intuito de coibir aglomerações – cenário absolutamente descabido neste tempo de pandemia.

Aos vereadores e servidores

Tratando de “regras e procedimentos de caráter urgente e transitório”, o documento vale, inicialmente, até o dia 19 de fevereiro. Mas, a exemplo de medidas adotadas em 2020, ressalva que tais determinações podem ser prorrogadas – “sem prejuízo da adequada prestação dos serviços e do adequado funcionamento” da Casa.

Sobre a rotina dos vereadores, servidores e/ou colaboradores, a Resolução “autoriza que maiores de 60 anos ou aqueles com histórico de doenças respiratórias, grávidas, diabéticos, cardiopatas e portadores de outras doenças que compõem o grupo de risco de aumento da mortalidade pela Covid-19” possam executar o trabalho a distância, através dos meios eletrônicos.

O documento, cuja íntegra pode ser acompanhada no Diário Oficial do Poder Legislativo, legitima mais uma vez o chamado “Home Office”, em nome das medidas sanitárias. Porque os chefes imediatos em cada setor são orientados a “adotar, prioritariamente, o teletrabalho”. Nos setores em que isso não seja possível, deverá ocorrer um revezamento de modo que nunca haja mais do dois servidores por setor.  

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito