i

i

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Secretaria de Saúde abre Semana da Vigilância Sanitária na terça em Itabuna

A Secretaria Municipal de Saúde confirma para amanhã, dia 9, a abertura da “Semana da Vigilância Sanitária”, na Praça Olinto Leone em Itabuna. O evento permanece até a quinta-feira e inclui uma exposição fotográfica e exibição de vídeo com o objetivo de mostrar à comunidade o trabalho desenvolvido pela unidade do Departamento de Vigilância em Saúde,  que atua na promoção e proteção à saúde pública em Itabuna. Dentre as ações executadas pelos profissionais do Departamento de Vigilância Sanitária (Visa), estão a fiscalização em estabelecimentos comerciais a exemplo de açougues, supermercados,

(Saiba Tudo, Click Abaixo)





 farmácias, hotéis, restaurantes, padarias, salão de beleza, feiras livres e o matadouro municipal. Atualmente, a Divisão conta com 36 fiscais que trabalham inclusive, aos sábados e domingos, inclusive na visita às clínicas médicas, odontológicas e de fisioterapia, etc.



Em esquema de plantão, a fiscalização se dá na inspeção e apreensão de produtos com datas de validade vencidas ou de uso impróprio para o consumo humano, bem como na orientação e conscientização sobre a importância de manter a higiene e a qualidade de alimentos, medicamentos e produtos diversos.




A coordenadora do Departamento de Vigilância Sanitária, Yeda Lomes, explicou que na rotina de promoção e proteção à saúde das pessoas, assim como na prevenção de doenças evitáveis, os fiscais atuam com “Poder de Polícia”, seja na regulação dos produtos, ambientes, serviços e procedimentos que envolvam risco à saúde.
Imagem Feira do Califórnia

Yeda informa que existem outros tipos de irregularidades que não passam despercebidas no trabalho cotidiano dos fiscais. Como exemplo, citou a falta de higiene, más condições de armazenamento dos alimentos, manipulação indevida, produto sem rotulagem e identificação, ausência do alvará de funcionamento e outros documentos. “A estocagem inapropriada de alimentos e outros produtos também é alvo da mira de nossa equipe de fiscais”, completa.

“Antes de qualquer atitude punitiva por parte do Departamento de Vigilância Sanitária, os fiscais trabalham na orientação e educação sanitária para esclarecer a responsabilidade de quem coloca produtos variados para o consumo humano, prezando pela qualidade e segurança da população”, destaca  a coordenadora da Divisão.

“Mas os fiscais podem autuar, aplicar multas e interditar estabelecimentos irregulares, caso haja reincidência na infração ou que não estejam de acordo com as normas estipuladas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Ministério da Saúde”, afirma a coordenadora. Segundo ela, a população pode cooperar com denúncias, inclusive fazendo a fiscalização de pontos de venda e de produtos alimentícios.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito